Um vídeo que mostra 46 bebês nascidos de barrigas de aluguel chorando e à espera de seus “pais adotivos” impossibilitados de os buscarem em razão da pandemia, reacende a polêmica sobre o comércio de seres humanos.

Cristãos ucranianos vieram a público expressar os seus sentimentos de indignação no dia 12 de maio. Nessa data, Sviatoslav Shevchuk, chefe da Igreja Greco-Católica Ucraniana, e o arcebispo Mechyslav Mokshytskyi, emitiram uma declaração de indignação da Igreja pela situação de 46 bebês que, nascidos de mães de aluguel na Ucrânia, encontram-se “em trânsito” enquanto aguardam a chegada da família “anfitriã”.

Esses bebês estão destinados a se tornar americanos, italianos, espanhóis, ingleses, chineses, franceses ou alemães assim que a crise do Covid-19 terminar.

Nas palavras das autoridades eclesiásticas, trata-se de um “fenômeno vergonhoso”. Vejam, na íntegra, a nota dos bispos:

“Nos últimos dias, assistimos a um vídeo publicado na página da clínica BioTexCom, em Kiev, [a principal clínica de barriga de aluguel na Ucrânia], que mostra um berçário improvisado e 46 bebês chorando, privados do contato materno, do calor paternal, do cuidado sem interesse e do afeto necessário”, denunciam os bispos.

“Tal demonstração de desprezo pela pessoa humana e sua dignidade é inaceitável. Nenhuma circunstância ou consequência pode justificar a prática da barriga de aluguel… Toda criança tem o direito de ser concebida naturalmente, de nascer em uma família e ser criada em uma atmosfera de amor por seu pai e sua mãe”, acrescentam os bispos.

Na legenda do vídeo no Youtube, a empresa explicita:
Queridos pais, se você não pode atravessar a fronteira e vir para a Ucrânia buscar seu bebê agora, não se desespere. Alguns países já começaram a cooperar com seus cidadãos e iniciaram o processo legal. O advogado da Biotexcom, Denis German, está constantemente em contato com os pais que procuram chegar à Ucrânia para seus filhos, fornecendo conselhos e assistência jurídica.
Tome uma atitude, e tudo vai dar certo!
Enquanto isso, o administrador do Hotel Venice, onde nossos pequenos hóspedes estão esperando seus pais, nos contará sobre a vida cotidiana dos recém-nascidos. Como os bebês vivem? Quem e como cuida deles? Como são organizadas a alimentação, nutrição e caminhadas? Podemos apenas imaginar como é agora os pais desses doces, que são forçados a ficar milhares de quilômetros de seus tão esperados filhos.
Lembremos que, devido à quarentena, a maioria dos países do mundo, incluindo a Ucrânia, fechou temporariamente suas fronteiras. E, portanto, agora os pais não têm a oportunidade de buscar seus recém-nascidos e, portanto, são forçados a se comunicar com eles apenas online. A propósito, em breve você poderá ver por si mesmo como ocorre a transmissão dessas reuniões emocionantes.
Vamos mantê-lo informado sobre tudo o que está acontecendo agora, fique atento às atualizações no canal Biotexcom.”

Assista ao vídeo:

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!