Essa é daquelas histórias que reacendem em nós a alegria e a fé na humano. Trata-se da vida de Juanito Jonsson, um senhor que viveu durante a década de 1970 com seus pais missionários na Bolívia. Nessa ocasião, uma senhora chamada Ana Jiménez foi sua babá.

Esse vínculo ficou marcado no coração de Juanito Jonsson que, agora adulto, viajou da Espanha para a Bolívia para se reunir com Ana, que cuidou dele quando era pequeno.

Segundo informações da mídia Unitel, Juanito veio morar em Yacuiba, Bolívia, quando era um bebê de 6 meses, já que seus pais eram missionários espanhóis na década de 1970. Na época, Ana Jiménez foi contratada como babá pela os pais do Juanito para cuidar dele e criá-lo como se fosse seu filho biológico.

Juanito Jonson

Depois de alguns anos, Juanito cresceu e foi morar em Fuengirola, na Espanha, onde passou a maior parte de sua vida. No entanto, o carinho e o carinho que Ana lhe deu ficarão para sempre em sua memória.

Foi assim que tomou a decisão de procurar a mulher através das suas redes sociais, partilhando um vídeo e uma publicação no Instagram. Quando conseguiu descobrir o paradeiro dela, empreendeu uma viagem à Bolívia, na fronteira com a Argentina, onde soube que Ana morava.

Como explicou Juanito, Ana “tinha perdido um filho, por isso ela me deu tanto amor e depois de mais de 45 anos eu a encontrei e quero abençoá-la”.

Através de sua investigação, ele soube que Ana ganhava a vida vendendo doces na rua, então Jonsson aproveitou para visitá-la para trazer suas doações voluntárias que ele organizou através de suas redes sociais.

Juanito Jonson

Depois de alguns dias, entre a viagem e a estadia na Bolívia, Juanito e Ana se reencontraram depois de 45 anos em Yacuiba. Na hora do encontro, Ana começou a chorar de emoção e as duas se abraçaram.

Juanito deu-lhe as doações que tinha recolhido e mostrou-lhe um álbum de fotos de quando Ana era jovem e cuidou dele. Depois disso, ele a convidou para comer em um restaurante e passear pela cidade.

Juanito Jonson

O vídeo abaixo deixa evidente o quão emocionante foi esse reencontro. Confira:

Fonte: UPSOCL

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!