O homem que teve seu coração transformado ‘em pedra’ foi encontrado em um parque em Goa, na Índia. Somente depois de uma autópsia que pode ter sido descoberta a causa da morte, que é extremamente rara.

O site de notícias The Mirror relata que durante a autópsia do corpo, os médicos se chocaram ao ver o coração do homem calcificado.

“Nunca encontrei um caso médico como este. Depois de remover o coração durante a autópsia, seu coração parecia muito pesado e, ao pesá-lo, pesava muito mais do que um coração normal. A estrutura grosseira do coração não mudou muito e parecia muito normal. Mas dissecar o coração foi muito difícil, pois não iria apenas cortar. Depois de abrir os ventrículos, a superfície endocárdica – a camada mais interna – do ventrículo esquerdo parecia completamente calcificada”, contou o médico Bharat Sreekumar.

Quando um coração ‘endurece’ normalmente se trata a uma condição chamada fibrose endomiocárdica (EMF). Conforme a National Organization for Rare Disorders, a EMF é uma doença progressiva que pode transformar a composição do coração, substituindo o tecido normal por tecido fibroso resistente.

Segundo os médicos, esse não foi o caso do rapaz: “Esta condição é um fenômeno muito raro e muito poucos casos foram relatados. Nos casos relatados, quase sempre está associada a outra entidade conhecida como endomiocardiofibrose. Nesse caso, após um exame microscópico completo, EMF estava presente, mas não a ponto de chamá-lo de um coração completamente fibroso. Mas o diagnóstico de calcificação endocárdica se encaixa perfeitamente – tornando este um fenômeno único”, explicou um deles.

Um segundo médico disse ainda que não há evidências de motivos para o coração ter se petrificado. “A etiologia e fisiopatologia deste fenômeno ainda permanecem um mistério”, pontuou Kerala.

Fonte indicada e adaptada: RicMais

RECOMENDAMOS






É amante de sagas, sonha ser cineastra e é do tipo que chora rios inteiros lendo livros. Já coleciona 14 primaveras, escreve poemas, ama Raul e Legião.