Sabemos o quão improvável é um acontecimento como este. Sem dúvida, os pais devem estar agradecidos pelo milagre. O fato é que , em Uganda, uma criança de apenas dois anos de idade foi parcialmente engolido e “cuspido” por um hipopótamo.

O jornal britânico The Telegraph publicou que o protagonista dessa história é Paul Iga, um garotinho de 2 anos que vive Katwe-Kabatooro, a 800 metros do Lago Edward, onde brincava. Segundo o jornal, um hipopótamo saiu do lago — onde costumam permanecer submersos e camuflados — e agarrou o menino com suas poderosas mandíbulas, iniciando o processo de engolir seu corpo por inteiro, começando pela cabeça.

Neste momento, havia um outro morador por perto e, ao ver a cena, começou a jogar inúmeras pedras no hipopótamo que se assustou e regurgitou o menino, voltando a se esconder no lago.

O local em que ocorreu o incidente é um parque repleto de grandes animais: elefantes, hienas, leões e também hipopótamos.

Estima-se que no lago de onde saiu o hipopótamo que atacou Paul seja o lar de aproximadamente 6.000 hipopótamos.

Em entrevista ao The Telegraph, a polícia de Uganda emitiu comunicado informando que “este é o primeiro tipo de incidente em que um hipopótamo saiu do Lago Edward e atacou uma criança”.

“Foi necessária a bravura de Chrispas Bagonza, que estava por perto, para salvar a vítima depois que ele apedrejou o hipopótamo e o assustou, fazendo com que ele soltasse a criança de sua boca”, publicou a Força Policial de Uganda, em seu site.

O mais inacreditável é que o menino sofreu apenas alguns arranhões em uma das mãos. Ele foi levado ao hospital mais próximo para atendimento médico, onde recebeu tratamento e vacina contra raiva, sendo liberado.

No vídeo abaixo, do Animal Planet, temos orientações sobre o quão perigosos podem ser os hipopótamos:






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!