Aos que se sentem encantados por lugarejos calmos e pacatos, especialmente se querem se mudar para a Itália, eis um grande incentivo: no sul da Itália (religão de Molise) estão a ofertar 700 euros por mês (R$ 3.133 na cotação atual) para quem se mudar para alguma das cidades da região.

Este pagamento ocorrerá por três anos e o novo morador, em contrapartida, precisará abrir um pequeno negócio no lugarejo. São povoados com menos de dois mil habitante.

A região perdeu moradores nos últimos anos e o objetivo é reestruturá-la, conforme noticiado pelo jornal The Guardian.

O que se pretende evitar é, para a além da despovoação do local, é a sua desestruturação. A região tem 305 mil habitantes e perdeu cerca de 9 mil moradores nos últimos anos.

Segundo Donato Toma, governador da região: “Não se trata apenas de aumentar a população”, ressalta o governador. “As pessoas precisam de infraestrutura e um motivo para ficar. Por isso, cada cidade com menos de dois mil habitantes receberá dez mil euros (R$ 44,8 mil) destinados a infraestrutura e promoção de atividades culturais.”

O projeto é de autoridades regionais e será publicado no dia 16 de setembro no diário oficial, sendo que já foi autorizada pelo Ministério de Desenvolvimento Econômico, informou a mídia local.

A partir dessa data, os interessados na proposta poderão enviar suas solicitações ao Conselho Regional pelo período de 60 dias.

Em entrevista recente à Revista Época, o idealizador do programa, Antonio Tedeschi, afirmou que recebeu centenas de ligações e brasileiros interessados em fazerem parte do programa e que “Os brasileiros são muito bem-vindos”, contudo, elucida que “é necessário ter passaporte europeu ou um visto de residência comunitário”.

Afirmou ainda que: “As propostas serão avaliadas por uma comissão. E haverá ainda uma fiscalização constante para verificar se as atividades abertas estarão funcionando regularmente”.

Fontes: The Guardian, Estadão, Revista Época

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!