Coração de mãe é coração de mãe e, segundo dizem, as mães gatas são algumas das melhores mães. O caso da gata que entrou no celeiro em chamas para salvar seus filhotes é prova disso.

Prova que o instinto materno está ligado aos sentimentos mais nobres que regem o Universo. O resgate foi resgate dramático, daqueles que dariam um bom roteiro para qualquer filme.

A gata semi-selvagem vivia em um celeiro canadense quando pegou fogo. Sua ninhada de gatinhos ainda estava lá dentro, ela correu várias vezes para tentar resgatá-los.

Infelizmente, ela só conseguiu resgatar um de seus bebês. De acordo com Furget Me Not Animal Rescue, que acabou levando os dois gatos, a mãe sofreu queimaduras graves “por todo o corpo”, juntamente com a inalação de fumaça.

“Esta linda mamãe é uma heroína”, escreveu o veterinário no Facebook.

Segundo o médico veterinário a mãe estava sofrendo de uma “dor insondável” e mesmo assim não parava de cuidar do seu filhote recém salvo, pois ele também estava coberto de queimaduras na barriga, patas e orelhas.

“Quando há situações de emergência como essa, não importa o quão cansados estejamos, eu sempre faço o meu melhor, simplesmente não podemos deixar gatos como eles sofrerem”, disse o veterinário.

Mãe e filhote foram adotados

A mãe e o gatinho têm longos caminhos pela frente antes de uma possível adoção. Ela já realizou exames de raios-X, sedação, antibióticos e tratamento para suas queimaduras. Suas orelhas queimadas e almofadas das patas vão se recuperar lentamente, escreveu o veterinário

Mais tarde, ambos precisarão ser esterilizados ou castrados e microchipados.

Em uma mensagem no Facebook, a ONG que os resgatou disse que a mãe e o bebê estão juntos em um lar adotivo. O filhote está até comendo sozinho!

Infelizmente, a adoção de animais em recuperação médica é muito difícil, pois as pessoas não querem ter o trabalho de cuidar todos dias das feridas dos pequeninos, elas preferem pets que estejam com a saúde plena.

Fonte: Eu gosto de bicho

RECOMENDAMOS