A Covid-19, infelizmente, não tem poupado a África. Lá, como em todos os lugares do mundo, pessoas tentam fazer o possível e o impossível para combater a propagação do vírus, na esperança de dias melhores vindouros.

Uma dessas pessoas preocupadas e ocupadas em combater a com a disseminação do vírus vem do Quênia. Um menino de apenas nove anos, chamado Steve Wamukota. Ele criou uma máquina para lavar as mãos que funciona à base de um pedal para que não tenha de se tocar na torneira e, deste modo, evitar a disseminação de germes e do novo coronavírus.

Tornou-se uma celebridade nas redes sociais devido a esta invenção, conta a Agência France-Presse (AFP).

Num vídeo publicado pela agência de notícias e explicado que a criança – que vive na localidade de Bungoma – teve a ajuda do pai para executar a ‘engenhoca’ feita à base de um garrafão de plástico, madeira e metal. No garrafão pode ler-se “Corona Free Zone”, ou seja, “Zona sem Coronavírus”, em português.

” Agora tenho duas máquinas e quero fazer mais,” disse Stephen Wamukota.

A invenção permite que os usuários ponham um balde de água usando um pedal de pé para evitar tocar em superfícies para reduzir infecções.

Stephen teve a ideia depois de aprender na TV sobre formas de evitar apanhar o vírus.

Stephen disse que quer ser engenheiro quando crescer e o governador do condado prometeu dar-lhe uma bolsa de estudo, disse o Sr. Wamukota à BBC. Ele ganhou um prêmio nacional, juntamente com outra 67 pessoas: Prêmio Uzalendo, concedido pelo governo local para honrar aqueles que realizarem atos dignos de mérito durante o combate à pandemia do novo coronavírus.

No Quénia, de acordo com a AFP, já foram registados mais de 600 casos de Covid-19.

Abaixo, confira o funcionamento da máquina projetada e feita por Stephen:

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!