O melhor amigo do homem as vezes é um cãozinho idoso que ama incondicionalmente uma garotinha. E ela o amou até seu último suspiro.

Lynn ainda estava na barriga da sua mãe quando Jaden chegou a família. Quando a pequenina nasceu, Jaden se mostrou adorável e protetor com ela, deixando-a fazer o que quisesse: montar nele, colocar acessórios, o que fosse. Aos poucos, os dois se tornaram verdadeiros melhores amigos.

Quando ela ia andar de bicicleta, lá estava Jaden a caminhar com ela. Em casa, Lynn procurava roupas para que pudessem combinar, e brincavam juntos a todo momento. Especiais memórias, cheias de amor e diversão foram criadas e a menina amava muito o amigo.

Porém ao completar 13 anos Jaden já estava totalmente cego e surdo, e mal podia se locomover, a família decidiu por coloca-lo par dormir para sempre.

Jaden faleceu em casa com seus entes queridos, e especialmente com Lynn, que acabou de completar seis anos no dia seguinte. “Ficamos muito tristes ao vê-lo partir e sentimos muito a sua falta. Mas é assim que a vida é e, infelizmente, perdemos as pessoas que amamos. Era importante que Lynn entendesse isso e tivesse a oportunidade de se despedir “, disse Jeffrey, o pai da garota.

“Lynn estava muito triste no começo, mas agora não há mais lágrimas e ela fala sobre ele com boas lembranças, e esperamos que seja assim que ela sempre se lembra”.

Uma amizade que com certeza estará pra sempre no coração da menininha.

Fonte indicada e adaptada: Histórias com Valor

RECOMENDAMOS






É amante de sagas, sonha ser cineastra e é do tipo que chora rios inteiros lendo livros. Já coleciona 14 primaveras, escreve poemas, ama Raul e Legião.