Por Octavio Caruso
Vivemos um momento muito complicado no mundo, bombardeios, estupidez em vários níveis, falta de empatia… Se você quer buscar refúgio na arte, prepare uma maratona com estes títulos que selecionei cuidadosamente no catálogo da Netflix. O amor ainda existe. E somente ele pode forjar os degraus para que a humanidade efetivamente evolua em sua jornada.

Romance de Manhattan (Manhattan Romance – 2015)
O cineasta Danny (Tom O’Brien) tenta finalizar seu filme, um estudo sobre relacionamentos, tomando como base os relacionamentos ao seu redor.

O Seu Jeito de Andar (Barefoot – 2014)
O filho ovelha negra (Scott Speedman) de uma família rica conhece uma jovem paciente psiquiátrica (Evan Rachel Wood) que foi criada em isolamento durante toda a sua vida. Certo dia, ele leva a jovem inocente para o casamento de seu irmão para convencer a família de que ele deu um jeito em sua vida. Ela impressiona a família com seu charme genuíno. No meio do caminho, eles se apaixonam de maneira improvável.

Refém da Paixão (Labor Day – 2013)
Henry Wheeler, um garoto de 13 anos que se esforça para ser o homem da casa e cuidar de sua solitária mãe Adele enquanto enfrenta todos os problemas da adolescência. Um dia, retornando das compras para volta às aulas, Henry e sua mãe encontram Frank Chambers, um homem intimidante e claramente necessitando ajuda, que os convence a levá-lo para sua casa e que mais tarde se revela um criminoso foragido. Os eventos deste longo final de semana irão mudá-los para o resto de suas vidas.

6 Anos (6 Years – 2015)
Um jovem casal, Dan (Ben Rosenfield) e Mel (Taissa Farmiga), se conhecem desde a infância e estão namorando há 6 anos. A princípio, eles parecem ter um amor ideal, mas a notícia de uma oportunidade de emprego para Dan pode abalar o romance e mudar o rumo das coisas dependendo da escolha que ele fizer. Talvez o futuro que eles tinham imaginados juntos não se torne mais uma realidade.

Reaprendendo a Amar (I’ll See You in My Dreams – 2015)
Carol, uma viúva de 70 anos, é forçada a confrontar seus medos sobre o amor, a família, e a morte. Depois de sua rotina ser sacudida ela decide começar a namorar de novo e cai em relações com dois homens muito diferentes.

Sintonia de Amor (Sleepless in Seattle – 1993)

Viúvo há um ano e meio, Sam Baldwin (Tom Hanks) não consegue esconder de seu pequeno filho Jonah (Ross Malinger) a tristeza pela qual está passando. Preocupado, Jonah participa de um programa de rádio chamado “Sleepless in Seattle”, por telefone, dizendo que gostaria de arrumar uma namorada para o pai. Muito longe dali está Annie Reed (Meg Ryan) que, viajando de carro, ouve o desabafo de Sam e acaba se apaixonando por ele.

Tudo Bem no Ano Que Vem (Same Time, Next Year – 1978)
Doris (Ellen Burstyn) e George (Alan Alda), um casal de amantes, mantêm um caso por mais de 25 anos, mas com uma peculiaridade: se encontram apenas um fim de semana por ano. No decorrer deste relacionamento é traçado um perfil das mudanças ocorridas na América desde o início dos anos 50.

Palmeiras na Neve (Palmeras en la Nieve – 2015)
Em 1953, os irmãos Jacobo (Alain Hernández) e Kilian (Mario Casas) viajam até a ilha da Guiné Equatorial para trabalhar em uma plantação de cacau. No local, Kilian se apaixona por uma nativa, um amor proibido na época. Meio século depois, Clarence (Adriana Ugarte) descobre acidentalmente uma carta esquecida por anos que a faz viajar até a ilha onde seu pai, Jacobo, e seu tio moraram durante anos. Em um território exuberante, sedutor e periogoso, ela descobre os segredos da família, turbulências passadas que atingem o presente.

O Silêncio da Montanha (The Silent Mountain – 2014)
Uma emocionante história de amor ambientada nas espetaculares montanhas Dolomitas com a eclosão da Primeira Guerra Mundial entre a Itália e a Áustria-Hungria em 1915.


Renoir (2012)

Côte d’Azur, 1915. Em seus anos de crepúsculo, Pierre-Auguste Renoir é atormentado pela perda de sua esposa, as dores da velhice, doenças artríticas e a terrível notícia de que seu filho Jean foi ferido em ação. Mas quando uma jovem milagrosamente entra em seu mundo, o velho pintor é preenchido com uma energia nova e totalmente inesperada. Andrée se tornará sua última modelo, e a fonte de um rejuvenescimento incrível. De volta à casa da família para convalescer, Jean também cai sob o fascínio da estrela, essa nova ruiva do firmamento de Renoir. Em seu Éden Mediterrâneo – e em face da forte oposição de seu pai – ele se apaixona por esse espírito selvagem, indomável, nesse momento um cineasta começa a crescer.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!


COMENTÁRIOS