É comum que diante das fatalidades envolvendo celebridades a mídia se esforce para abordar todos os aspectos. Contudo, nessas horas tão sombrias, muitas vezes vários profissionais agem de forma pouco respeitosa e talvez até mesmo agressiva. Esta é a reclamação de Ireland Baldwin, filha de Alec Baldwin.

Ela foi às suas redes sociais para dizer o quanto está revoltada com a pressão que a mídia tem feito para que ela se pronuncie a respeito da tragédia que envolveu seu pai.

Durante as filmagens de Rust, ele acidentamente atirou contra a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, que acabou morrendo.

“Aos jornalistas que têm me contatado: vocês são desprezíveis e insensíveis. A qualquer um que esteja dando meu número a eles: por favor, apague-o e não entre mais em contato comigo”, escreveu ela, que mostrou um pedido de entrevista recebido de um jornalista.

Em outra publicação, Ireland Baldwin se solidarizou com a família da diretora de fotografia e com Joel Souza, diretor do filme, também atingido por uma bala disparada acidentalmente por seu pai. Por fim, Ireland disse apenas que gostaria de poder dar um abraço em seu pai nesse momento difícil da vida dele.

Leia também: “Por que eles me deram balas de verdade?” Testemunhas contam sobre a reação de Alec Baldwin após o acidente

Meu amor e apoio para a família de Halyna Hutchins e amigos. Mando meus votos de melhoras para Joel Souza. Eu queria poder dar um abraço superapertado em meu pai hoje“, escreveu ela.

Entendemos que, neste momento de dor e luto, especialmente considerando angústia do pai, possivelmente a jovem se mostra excessivamente sensível sobre essa temática.

Desejamos luz e pronta cicatrização das feridas que esse incidente fez abrir no coração de tantas pessoas.

Leia mais: Alec Baldwin comparece ao velório de diretora, afirma site

RECOMENDAMOS