Duas irmãs gêmeas idênticas que se casaram, tiveram bebês, ficaram viúvas e se mudaram para a Flórida ao mesmo tempo comemoraram recentemente seu 100º aniversário.

Norma Matthews e Edith Antoncecchi são celebridades locais em São Petersburgo, nos EUA, onde moram em uma casa móvel compartilhada desde 1995!

“As pessoas adoram que ainda estamos juntas”, disse Norma ao jornal Washington Post. “Fizemos tudo juntas desde o dia em que nascemos.”

Em dezembro, mais de 50 familiares as visitaram para comemorar seu centenário em um restaurante local.

Norma e Edy nasceram em 23 de dezembro de 1921 em Revere, Massachusetts (EUA).

De acordo com o portal Tampa Bay Times, seus pais, imigrantes italianos, não sabiam que estavam esperando gêmeas. Foi uma surpresa completa!

Quando tinham 13 anos, as irmãs viram o pai trocar a mãe por outra mulher. A progenitora teve que se virar como pôde, conseguindo um trabalho em uma fábrica de sapatos para sustentar as meninas.

“Quando ele se divorciou de nossa mãe, outras crianças nos evitaram como se tivéssemos uma doença”, disse Norma ao Washington Post. “Foi considerado um escândalo na época”.

As meninas brincavam juntas, dividiam os armários e até dormiam na mesma cama.

Na escola, elas se vestiam iguais e brincavam com seus professores trocando de lugar. “Não foi [uma vida] fácil, mas nos divertimos muito”, disse Edy.

Embora pareçam idênticas e tenham vivido vidas paralelas, elas tiveram alguns interesses diferentes ao longo dos anos. Por exemplo, Norma é uma artista, enquanto Edy toca piano.

Assim que se formaram no ensino médio, Norma tornou-se cabeleireira e Edy tornou-se enfermeira.

Leia também: Menina de 4 anos confecciona bolos decorados com receitas (e apoio) da mãe [VIDEO]

Ambas se apaixonaram, Norma por Charles Matthews e Edy por Leo Antoncecchi. Elas se casaram com 3 meses de diferença, em 1943 – auge da Segunda Guerra Mundial.

Foi quando as duas viveram separadas pela primeira vez, mas por pouco tempo. Nas cinco décadas seguintes, elas continuaram juntas, dividindo o convívio na mesma vizinhança.

Ambas as mulheres tiveram seu primeiro filho no mesmo ano. Norma teve quatro filhos ao todo, incluindo uma filha que morreu aos dois anos.

Edy teve dois filhos, um que morreu recentemente.

Em 1994, com poucos meses de diferença, uma tragédia atingiu as duas mulheres: Edy perdeu o marido em um acidente de carro, enquanto o de Norma morreu de Alzheimer.

Viúvas, as irmãs fizeram as malas e se mudaram juntas para a Flórida em 1995, indo morar em uma casa móvel onde ainda vivem de forma independente.

Elas se mantêm ocupadas com atividades, incluindo participar do musical “Golden Heirs” para idosos em uma igreja em São Petersburgo, Flórida, todas as quintas-feiras.

Em dezembro, a dupla comemorou seu 100º aniversário, com mais de 50 parentes voando para um almoço em um restaurante italiano.

Elas atribuem suas longas vidas à vida limpa e a Jesus, com Norma dizendo que o segredo é ‘não beber, não fumar e viver uma vida limpa para que possamos ir para o céu’.

“Há apenas altos ou baixos, então perdoe os outros e mantenha-se limpa para seu próprio bem”, acrescentou. ‘Edy e eu fizemos o nosso melhor para levar isso a sério.’

Com um século juntas neste planeta, as irmãs estão convencidas de que provavelmente ambas irão “para o Céu” ao mesmo tempo.

“Nós realmente sentimos que uma não pode partir sem a outra”, disse Norma. — Faria qualquer coisa por Edy. Ela é meu tudo”.

Fonte: Crescer

Leia também: Ucrânia: “Peguei a mão da minha filha e falei: ‘Corre, a gente pode chorar mais tarde’”

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS