Na cidade de Cairu, na Bahia, uma família, desrespeitando as recomendações do Ministério da Saúde, decidiu abrir o caixão de uma vítima de coronavírus em seu velório e o resultado foi a contaminação de cinco pessoas que estavam presentes no velório.

As informações são do jornal Folha de S.Paulo, trazidas pelo jornal O Dia.

Segundo publicado, a vítima morreu na última quinta-feira, e o caixão saiu lacrado do hospital. Chegando no velório, no entanto, a família contrariou as recomendações da prefeitura e abriu o caixão, contaminando cinco das 12 pessoas que estavam presentes na cerimônia.

Informados da situação, as autoridades da prefeitura de Cairu decidiu testar todos os presentes, mas encontrou grande resistência por parte da família, que não aceitava o diagnóstico de coronavírus da vítima.

Ao conseguir realizar o teste, no entanto, a contaminação das outras cinco pessoas foi confirmada.

“Enfermeiros, técnicos de saúde, psicólogos e assistentes sociais da rede municipal de saúde estão oferecendo todo apoio à família e amigos da vítima. A Secretaria de Saúde lamenta o falecimento e deseja conforto aos familiares nesse momento difícil”, informou a prefeitura, em nota.

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!