Dizia um ditado árabe: “Fale somente quando suas palavras forem mais doces que seu silêncio”. De tal maneira que se não tivermos nada de bom para dizer, devemos aprender a permanecer em silêncio.

O Princípio do Mentalismo
“Tudo é mental”, o que é o mesmo que dizer que “você pode criar aquilo em que acredita”.
Se acreditarmos em coisas positivas, atrairemos e criaremos condições e circunstâncias positivas ao nosso redor. Mas se, ao contrário, nos permitimos ser arrastados pelo negativismo e estamos pensando em coisas negativas o tempo todo, nós os atraímos e os materializamos em nossa vida e ao nosso redor.

Tudo é uma consequência de uma atitude mental e um ato de vontade. Se acreditarmos, criamos. Nossa mente é criativa. É uma pequena parte da essência universal, mas semelhante a ela. Como as Sagradas Escrituras dizem: “Vocês são Deuses, filhos do Altíssimo”. Precisamos aprender a guiar e administrar de maneira positiva essa divindade.

Neste princípio você deve trabalhar a concentração, a vontade e a sabedoria.
Para memorizar este princípio mais facilmente, nós o relacionamos e o colocamos com a roda de vórtice, chakra ou energia de nossa coroa (acima da cabeça).

O princípio da correspondência

“Como está acima, está abaixo e vice-versa”, isso significa que as mesmas leis que organizam o macrocosmo (o Universo) regulam o microcosmo, que é o universo interno de cada um. Se quisermos saber como o universo funciona, então devemos começar nos conhecendo primeiro .

Se iniciarmos o processo de autoconhecimento, saberemos como tudo se move e como podemos modificá-lo. Se queremos que o nosso parceiro para mudar, mudar os nossos filhos, ou para alterar a nossa família, vizinho e para o mundo, devemos começar por mudar a nós mesmos, porque nós somos como um espelho mágico, onde tudo e todos são refletidas. Se quisermos que a imagem mude, temos que fazer a magia interior para refleti-la do lado de fora. É através de nós que a reação em cadeia começa, porque, como dissemos antes, somos deuses criativos, arquitetos de nossa própria realidade.

Neste princípio, devemos trabalhar o despertar da consciência, discernimento e intuição.

Esta lei está relacionada ao vórtice da testa, a sobrancelha, e nós a colocamos para memorizá-la naquela posição.

O Princípio da Vibração
“Tudo vibra, tudo está em movimento”, tudo caminha para uma mudança, para sua própria transformação; mas também este princípio tem a ver com o poder do som que se manifesta em nós através da palavra, como “A Magia da Palavra”. Isso significa que “se concreta o que ele decreta”.

No Evangelho de São João diz: “No princípio era a Palavra (a palavra), e a palavra era Deus, e a palavra estava do lado de Deus, e pela palavra todas as coisas foram feitas”. Quão importante, então, é a palavra, se é atribuído esse poder para materializar intenções.

Devemos ter muito cuidado com as coisas que dizemos porque a palavra é criativa e tem sua própria carga vibracional que pode contaminar o ambiente ou aumentá-lo vibracionalmente.

Dizia um ditado árabe: “Fale apenas quando as suas palavras são mais doces do que o seu silêncio”. De modo que, se não tivermos nada de bom para dizer, devemos aprender a ficar calados.
A palavra é o que dá forma às coisas. Pela palavra que você pode construir ou destruir. A palavra é uma chave que pode abrir portas entre dimensões, assim como pode abrir as consciências e os corações dos outros, mas somente se for usada corretamente.
Neste princípio, devemos trabalhar com a respiração, autocontrole, inteligência, auto-observação, prudência e pureza.
A localização desse princípio estaria na altura da garganta.

O Princípio da Polaridade

“Força oposta de igual intensidade se opõe a ele”. Mede-se a importância das coisas que você faz na vida pelo grau de dificuldade que é gerado como reação oposta.
A vida tenta continuamente nos testar para fortalecer nossa vontade e convicção, mas muitos desses testes são uma consequência da mesma ação gerada com nossas decisões e atitudes anteriores.

Os cristais são formados dentro da Terra devido a altas pressões. Exatamente o mesmo acontece no ser humano que está sendo aperfeiçoado através de pressões, testes e dificuldades que lhe são apresentados no modo de vida.
O problema na vida não é quando há problemas, mas quando não há, porque então devemos pensar que o que estamos fazendo não é importante, ou que a qualquer momento haverá dificuldades que são reprimidas, e esteja preparado para isso.

No livro de Dom Quixote, seu autor Miguel de Cervantes coloca na boca do famoso fidalgo: “Casca de cães Sancho, sinal de que estamos avançando”.

Nesta lei você deve trabalhar perseverança, paciência, tolerância e convicção.
Colocamos este princípio ao nível do vórtice do coração.

O Princípio do Ritmo
“Tudo vem e vai. Nada permanece o mesmo para sempre “. Tudo está sujeito a flutuações, tudo muda, tudo está sujeito a variações e modificações permanentes; tudo se move como um pêndulo.

Nem sempre seremos bons nem sempre maus. “Quanto mais escuro a noite é, o sinal é que o dia está mais próximo”. Tudo na vida está sujeito a ritmos que podem ser controlados pela nossa vontade e consciência. Nossa vida pode e deve ser dirigida por nossa vontade e consciência, buscando o melhor, aprendendo previamente a reconhecer o que é melhor.
Nesta lei você deve trabalhar sua vontade, fé, paciência, perseverança e esperança.
Colocamos esse princípio no nível do plexo solar, ligeiramente acima do umbigo.

O Princípio da Causa e Efeito

“Toda causa tem seu efeito. Todo efeito tem uma causa; tudo obedece a leis universais “. Nada acontece apenas porque, tudo é produto de uma razão ou motivo, e também, tudo aponta em uma direção.
A Escritura diz: “Você tem com os outros como você seria feito, fazer aos outros o que você não quer fazer para você”.

Aqui está a regra de ouro no comportamento da nossa vida para construir uma atmosfera ao nosso redor de paz e harmonia.
Os seres humanos são o resultado de nossas existências passadas, ninguém é improvisado na estrada. Tudo em nossa vida é o resultado de nossas necessidades atuais de aprendizagem e decisões, pensamentos e ações com as quais nós plantamos o nosso caminho ao longo de nossas vidas, incluindo o presente.

A colheita da nossa vida é o produto da semeadura de nossas ações.
Essa lei universal é a base do conceito de reencarnação, da existência de vidas sucessivas como um processo de aprendizado e crescimento.
Nesta sexta lei, o serviço deve ser trabalhado com discernimento, bondade e decisão.
Colocamos este princípio no auge dos órgãos sexuais.

O Princípio da Geração
“Tudo tem seu princípio masculino e feminino, seu positivo e seu negativo; tudo procura sua complementação. Os opostos são necessários para o crescimento de ambos. Tudo no universo busca sua complementação, tão leve e sombria, boa e má.
Com o tempo, chega-se a perceber que mesmo o mal na vida não é tão ruim, porque torna o bem mais bom.

Quem saberia como valorizar a luz do dia se antes não passa pela escuridão da noite?

Nesta sétima lei, teremos que trabalhar em compreensão, tolerância, respeito e amor.
Este princípio está relacionado e localizado com o primeiro chakra localizado no cóccix.

Como ativar as Leis e Princípios Universais?

Sempre que fazemos uma oração ou um exercício de canalizar energias, ou imaginamos que podemos proteger mentalmente criando uma cúpula de proteção, ou uma cadeia de cura ou de radiação para o planeta ou fazer uma imposição das mãos de alguém, ou queremos algo com fé, estamos ativando as Leis e Princípios Universais.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!