De Eresmamá, traduzido por A Soma de Todos os Afetos

O bebê arco-íris é a criança que chega ao mundo saudável e forte depois que uma mãe sofreu uma perda gestacional ou perinatal. Esses bebês trazem mais do que felicidade, trazem esperança e uma necessidade de renascer com os quais a família pode recompor após a perda de um filho.

Algo que não é frequentemente falado com tanta frequência é sobre abortos, sobre a morte desses bebês ou por qualquer motivo, eles saem cedo, se tornando aqueles astros que vivem para sempre no mundo, metade do coração de seus pais.

É um tanto complexo e em alguns momentos contundente. Muitas mães às vezes enfrentam uma certa ignorância social, uma certa insensibilidade porque, como se costuma dizer, não é o mesmo perder uma criança de dez anos de idade que um bebê que você ainda não conhecia, que ainda não tinha começado a viver.

Um aspecto que devemos ter claro desde o início é que toda perda é importante, não pode ser comparada e cada uma delas é vivida de forma devastadora. A dor de perder um filho, mesmo depois de um aborto, é vivenciada de muitas maneiras diferentes. Haverá famílias que enfrentarão com coragem, e haverá mães que caem em um estado de profundo desamparo a ponto de desenvolver uma depressão.

Os filhos das estrelas, aqueles bebês que nascem e morrem dentro da mãe são seres que existiam, que lutavam para viver e que queriam crescer, mas para quem o destino lhes negava essa oportunidade. Algo que os pais dos bebês arco-íris conhecem bem, aqueles que trazem esperança depois de uma perda, é que eles não estão lá para substituir o irmão perdido.

Cada criança tem seu lugar no coração de um pai ou uma mãe, cada bebê é e será único, mesmo se a vida os levar antes do tempo.

As estrelas do bebê e nossas tempestades pessoais

Abortos e perdas gestacionais ou perinatais são mais comuns do que pensamos. Tanto que é imprescindível que haja um tipo de protocolo psicológico e assistencial com o qual servir essas famílias e principalmente as mães.

. Cada mulher viverá essa perda de certa forma, mas é necessário que ela possa viver o luto de forma integral, acompanhada da sua e, por sua vez, com o apoio de profissionais adequados.

. Até hoje, algo que é cada vez mais comum é que muitas mulheres apresentam tentativas fracassadas de engravidar. Quando eles finalmente conseguem, isso pode acontecer, não apenas um aborto, mas vários.

. Essa experiência pode ser muito complicada. Os filhos de estrelas saem e brilham intensamente, mas por um tempo, o que a mãe vai sentir é uma tempestade, escuridão e até o sentimento desesperado de que “ela é responsável” por essa perda. Um pensamento que precisa ser confrontado e derrubado.

Bebês arco-íris: esperança em um rosto único, luz em um coração forte

O luto pela perda de um bebê pode ser longo ou curto, mas é sempre carregado na alma. É uma dor que muitas mães carregam em privado e que de alguma forma, sempre mantêm dentro, mas sim: aprenderão a conviver com isso.

Por um tempo, algo que é muito comum no casal, é a relutância em tentar novamente. O medo está aí. No entanto, pouco a pouco, a esperança e o desejo são mais fortes do que o medo, e o desejo dos pais novamente dá forma ao milagre: o bebê arco-íris, a criança que para a tempestade e traz o esplendor depois a escuridão.

Ter um bebê saudável e precioso cura, conforta e ao mesmo tempo recompõe a mãe. dias cinzentos que criança escampa para escampar em mil tons, mil sensações onde mais uma vez abraçar a vida e para aquela criatura gorducha e rosa servindo-nos com os olhos limpos e ansioso para comer o mundo.

Por sua vez, algo que os pais e mães dos bebês arco-íris são muito claros sobre o seguinte, dimensões que valem a pena refletir.

. O bebê arco-íris não está aqui para substituir a estrela do bebê.

. O feto ou perdido antes do tempo sempre terá um lugar na família e na alma daqueles pais que sempre manterão em seu coração, aquele fio umbilical, dourado e forte com a criança que partiu antes do tempo .

. A gravidez de um novo filho após a perda do filho da estrela, vive de forma diferente. O medo está presente e, em alguns momentos, é comum sentir pânico, mas essas emoções são normais e esperadas. O ideal nesses casos é promover uma boa comunicação entre o casal e os médicos.

. O nascimento do bebê arco-íris também é uma forma de homenagear a estrela do bebê. Essa criança saudável e forte nos permitirá demonstrar o amor que há em nós, o que desejamos oferecer ao outro bebê e isso será refletido em seu irmão.

Faremos o nosso melhor para ambos, para o que temos conosco e aquele que nos observa dentro de uma estrela e lembrados no meio do nosso coração.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!