Uma notícia muito triste veio a público esta semana. Felizmente, os mais talentosos entre nós decidiram prestar homenagem a ele de maneiras bonitas e emocionantes.

O ocorrido foi divulgado pela Sky News. Na Índia, Floresta do Vale Silencioso de Attapadi, Kerala, o zelador se viu alarmado quando notou que junto ao rio, estava o corpo de uma elefanta grávida. Alguém dera ao animal um abacaxi cheio de explosivos, o que veio a matar a mãe e o bebê que carregava em seu ventre.

Ele não tinha sinais vitais, assim como o filhote em sua barriga:
Ela confiava em todo mundo. Quando comeu o abacaxi, ele explodiu dentro dela. Ela deve ter pensado não em sua própria saúde, mas na do filhote quem ela daria à luz em mais 18 a 20 meses “.

Facebook: Mohan Krishnan

É esse equilíbrio entre admiração e horror que nos define. Eu gostaria que pudéssemos nos dedicar a ações incríveis. Mas a realidade é diferente. A maior alegria que sentimos dia a dia é o fato de que, para cada má decisão, consciente ou inconsciente, que terá uma conseqüência ruim, pelo menos haverá várias que a compensarão.

Os artistas adotaram esse trágico ato para criar obras de arte belas e sinceras, que inspiraram muitos, e talvez dê uma pequena contribuição ao aumentar a conscientização sobre a violência contra os animais.
A última conversa: mãe, não poderei ver o mundo. Você não vai se arrepender, querida.
–Desenho de @sifydotcom

Nós acreditamos em você. Você nos traiu.
–Pôster decorativo de @theinkedletters

@theinkedletters
@SaeedNooree
@SaeedNooree

São desenhos sinceros, alguns bastante fortes, lamentando a perda não apenas deste elefante, mas também do bebê que ele carregava na barriga.

Facebook: sanjeeta.pokharel
Facebook: uday.mohite.99

Com informações do site UPSOCL

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!