“Todos aqueles que cobram demais, constrangem, asfixiam, furtam a felicidade e a tranquilidade dos outros” afirma Augusto Cury.

Neste áudio, trecho de uma de suas palestras, o escritor fala-nos sobre a cobrança que nos torna um “agiota da emoção”. O agiota empresta, entrega, “doa”, mas cobra muito caro de si, levando a vida a ferro e forro. Furtando de si a própria felicidade.

Para Cury, o ideal é cobrarmos o suficiente para encorajar. Confira o áudio:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!


COMENTÁRIOS