UNICEF Moçambique/2019/Javier Rodriguez

Da Unicef/Moz

Assim narra a mãe de Amélia, a mãe de Sara: “Eu estava em casa com o meu filho de 2 anos de idade, quando de repente, sem aviso, a água começou a entrar dentro da casa, e eu não tive outra opção a não ser subir numa mangueira (árvore de manga) próxima à minha casa. Então as dores começaram, e eu não tinha ninguém por perto para me ajudar. Em cima daquela árvore eu dei à luz a minha filha Sara. Eu estava sozinha com a Sara e o meu filho, ficamos naquela árvore durante dois dias depois do nascimento da Sara. Mais tarde, os vizinhos me ajudaram a descer e chegamos a este lugar seguro”.

A mãe da criança é solteira e sequer sabe precisar a própria idade. Mãe e filha estão alojadas no centro de acomodação improvisado de Nhamhemba, no posto administrativo de Dombe, na província de Manica.

Há 3 semanas Moçambique foi devastado por um ciclone tropical, o Idai. Ventos de até 200 quilômetros por hora somados a enxentes que alagaram povoados, cidades inteiras. Estima-se que aproximadamente 2 milhões de pessoas tenham sido afetados pelo Idai, em Moçambique. Destas, cerca de um milhão são crianças.

A situação é grave e o UNICEF tem prestado apoio ao Governo de Moçambique para restabelecer os serviços de saúde básicos, incluindo a vacinação, prevenção e tratamento da malária, para as comunidades afectadas e também garantir que medicamentos essenciais estejam disponíveis nos centros de saúde e brigadas móveis. O UNICEF também fornece apoio para melhorar o estado nutricional de crianças menores de 5 anos, incluindo o tratamento de crianças com desnutrição aguda severa e encoraja prácticas correctas de alimentação infantil.

 

AJUDE O UNICEF SALVAR VIDAS DAS VÍTIMAS AFECTADAS PELO CICLONE IDAI.
FAÇA UMA DOAÇÃO ONLINE

Para mais informações, favor contactar:
Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: [email protected]

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!