Publicado originalmente em Aleteia

Na comunidade, na família, no trabalho… sempre tem pelo menos uma pessoa difícil de se lidar. É aquela que alonga indevidamente as reuniões, a que se regozija das lembranças pessoais, a que dá conselhos para quem não pede ou a que não se relaciona bem com os outras. São pessoas que aborrecem os outros sem perceber.

Mas as pessoas difíceis – ou chatas – não são, necessariamente, pessoas tóxicas. Então, o que podemos fazer para vivermos bem com elas? Confira 7 dicas infalíveis para isso:

1 – Encare o relacionamento com as pessoas difíceis como um desafio, uma maneira de exercitar a paciência

2 – Amor e Respeito deixam a tarefa mais fácil. Deixe a pessoa difícil saber que você a ama ou que tem carinho e afeto por ela. Isso vai facilitar as conversas e evitar aborrecimentos.

3 – Todos somam. Não deixe que a pessoa se sinta inútil. Conte com ela e não deixe de convidá-las para os eventos. Um dia ela vai te agradecer por isso.

4 – Exemplo de paciência e carinho para os pequenos. As crianças somente aprenderão o que significa “amar a todos” na família se virem que você não ignora ninguém.

5 – Quem pode te ajudar? Procure aliados dispostos a exercitar a paciência nas reuniões sociais ou familiares.

6 – Escolher bem os assuntos da conversa. Não toque em temas em que o “chato” se considera especialista.

7 – Bom humor. Encare a situação com bom humor e sem ferir os outros. As pessoas mais difíceis de se relacionar acabam sendo alvos de conversas quando não estão presentes. Evitar faltar com respeito a elas.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!