Envelhecer não é nada fácil. Notar a perda da vitalidade do corpo, do viço da pele, da destreza dos membros…

Sobre essa realidade comum a todos os humanos, a atriz Cássia Kis, de 63 anos, concedeu entrevista para a revista Quem e falou sobre o processo de envelhecimento e os desafios da sua carreira.

Eis o trecho:

“Minha avó paterna era húngara. Pele clara, sem colágeno, quase transparente. Lembro daquele tanto de rugas que ela tinha. E eu, hoje, com 63 anos, já estou bem perto disso. Daqui a pouco, meus filhos pegam minha pele e começam a esticar. Estou muito enrugada, mas, do jeito que está, meu rosto tem história para contar.

Quando a gente fez ‘Barriga de Aluguel’, no início dos anos 90, eu tinha muitas marcas de expressão. Muito parecida com meu pai. Gosto de saber que a minha cara tem história. Estou doida para deixar o cabelo branco e mais comprido. Achei que fosse conseguir na pandemia, mas há um mês peguei a máquina e raspei. Não estava aguentando mais”.

Questionada sobre o seu atual trabalho, na série Desalma, do GloboPlay, Cássia se mostrou muito content:

“Sou uma mulher de 63 anos de idade e 41 anos de profissão e é uma delícia ser presenteada com um projeto dessa magnitude, dessa força”, contou.

Fonte: Isto é

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!