O livro sempre foi libertador. Sempre libertou muitos homem da ignorância e de seus frutos danosos. Nesse sentido, ele sempre foi muralha a nos proteger da ignorância que nos acerca. Contudo, a proteção do livro sai do campo abstrato e passa ao concreto na imagem de uma janela abarrotada de livros que viralizou em pouco tempo nas redes sociais.

A foto foi originalmente publicada pelo usuário Lev Schevchenko, é de uma área residencial no seu bairro Voskresenka, localizado a nordeste do centro da capital ucraniana. No entanto, não se sabe quem reside no local.

Para abafar o barulho de tiros e impedir que os estilhaços e os fragmentos de explosivos se espalhem para dentro das residências, vários moradores de cidades ucranianas estão bloqueando suas janelas da forma como podem para se protegerem.

A revista americana “The New Yorker” publicou um relato bastante parecido de uma família que vive a leste de Kiev e que também usava livros nas janelas.

Nessa residência, a moradora, Lena Samoilenko, jornalista e ativista cultural, que vive com o marido, dois filhos e seus pais, explicou:

“O quarto das crianças tem uma boa parede interna resistente e a cama deles fica bem ao lado. Achamos que eles vão dormir lá. Então, naquele cômodo, colocamos livros nas janelas, para preencher toda a abertura. Felizmente, temos muitos livros, incluindo aqueles que nós publicamos. Isto é no caso de haver fogo de artilharia. Os livros impedem que os fragmentos entrem e também abafam o barulho. As pessoas recomendam usar sacos de areia para bloquear as janelas, mas não temos sacos de areia”.

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!