Viajando por canais de declamação poética no Youtube, encontramos uma trabalho de grande perfeição. Ele une a escolha de textos de grande valor poético, uma trilha sonora de alto padrão e uma declamação impecável.

Trata-se do canal de Áquila Emanuelle.

Do cana, hoje aqui trouxemos a declamação do poema “Avesso das coisas”, de Ilza Carla Reis.

Ouça a declamação e, abaixo, leia o poema na íntegra:

Avesso das coisas

O universo quer voltar ao princípio
porque tudo está demasiadamente duro
demasiadamente perverso

A borboleta deseja voltar ao casulo
porque, lá, ela se sente protegida
Da excessiva dureza da vida
Da descomedida perversidade dos homens

A criança chora com saudade
do ventre materno
onde ela era livre
onde o cordão umbilical era laço que unia…

Aqui fora, a criança chora
e reclama a ausência
infligida pela pressa das horas
do tempo que nunca sobra…

É preciso colocar, de novo,
as coisas no prumo!

Vai, criança!
Não dá mais pra voltar pr’o ventre
Então, segue em frente
e desavessa o mundo!

(Vídeo e voz de Áquila Almeida)

Imagem de Scozzy por Pixabay

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!