O Facebook enfrenta novo litígio nos Estados Unidos. Desta vez, a oponente é a Comissão Federal de Comércio dos EUA e ainda diversos Estados norte-americanos. A empresa é demandada em duas ações diferentes nesta quarta-feira (9), ambas sob o argumento de que a empresa viola a lei antitruste e deve ser potencialmente desmembrada.

Acusações de monopólio
O objetivo da Comissão Federal de Comércio é conseguir uma liminar que poderia até mesmo “exigir a cessão de ativos, incluindo Instagram e WhatsApp”.

Tanto os Estados quanto a Comissão acima referida pleiteiam que as aquisições do Instagram e do WhatsApp pelo Facebook sejam consideradas ilegais.

“Por quase uma década, o Facebook tem usado seu domínio e poder de monopólio para esmagar rivais menores, extinguir a competição, tudo às custas dos usuários”, disse a procuradora-geral de Nova York, Letitia James.

O Facebook, em nota, afirmou que está analisando as queixas antitruste da Comissão Federal de Comércio e dos Estados norte-americanos.

Na visão da empresa, o que se quer é “uma reformulação sem levar em conta o impacto que o precedente teria na comunidade empresarial como um todo ou nas pessoas que escolhem nossos produtos todos os dias”.

Pelo visto, de fato as grandes empresas de tecnologia estão na mira das autoridades norte-americanas. O Departamento de Justiça dos EUA está processando também o Google, alegando que am empresa de usar seu poder de mercado para afastar rivais.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!