Rincón de la Psicología

A palavra narcisismo, na cultura popular, faz referência a pessoas que se amam demais e constantemente buscam a atenção e os elogios dos outros. Eles são pessoas excessivamente abertas, com pouca empatia.

Na realidade, uma dose de amor-próprio é essencial. Precisamos nos valorizar e nos amar o suficiente. Uma sólida auto-estima é a base para manter o equilíbrio emocional e ser bem sucedido. No entanto, há momentos em que essa auto-estima é artificialmente alta e a pessoa precisa de admiração constante. Em seguida, é feita referência ao narcisismo, que pode se tornar um transtorno de personalidade, acompanhado por comportamentos desadaptativos que acabam causando danos nas relações interpessoais.

Pessoas que sofrem de um Transtorno da Personalidade Narcisista mostram que um padrão de grandiosidade desenvolve uma atitude profundamente egocêntrica, acreditam que elas são de importância vital na vida do mundo inteiro. Eles não têm a flexibilidade mental suficiente para perceber que somos todos importantes para alguns e irrelevantes para os outros.

Características de pessoas narcisistas

A personalidade narcisista é caracterizada por:

Sentimentos de grandeza e arrogância. A pessoa narcisista freqüentemente exagera suas realizações e talentos, geralmente com o objetivo de que os outros os reconheçam e elogiem, mesmo que, na realidade, não tenham sucesso.

Sofre fantasias de sucesso, poder, brilho ou beleza que não têm apoio na realidade, o que o leva a viver em uma espécie de “mundo alternativo”, onde tudo é perfeito.

Acredita que ele é “especial” e único, o que o leva a desprezar os outros e quer se relacionar apenas com aquelas pessoas que têm um status elevado e estão “à altura”.

Você experimenta uma necessidade excessiva de admiração, sem a qual você se sente perdido e / ou incompreendido.

Expectativas não razoáveis, espera receber tratamento especial sem ter feito nada para merecê-lo, o que se traduz em uma atitude arrogante e superior.

Explora relacionamentos interpessoais, aproveita os outros para alcançar seus próprios propósitos ou atender às suas necessidades.

Falta de empatia, não está disposto a reconhecer ou identificar-se com os sentimentos e necessidades dos outros.

Acredita que outros o invejam por seus supostos sucessos ou talentos.

Tipos de narcisismo

Em termos gerais, você pode se referir a três tipos principais de narcisismo de acordo com a maneira como você procura admiração e atenção:

Narcisista exibicionista , que precisa da admiração dos outros e, por isso, não hesita em exagerar ou inventar suas realizações e / ou talentos.

Narcisista introvertido , que busca a atenção dos outros assumindo o papel de vítima, através de estratégias sutis de manipulação.

Toxicidade narcisista, que satisfaz suas necessidades de admiração através do controle, poder e assédio, fazendo com que os outros se sintam inferiores.

Esses tipos de narcisismo se desdobram em perfis personológicos mais específicos:

1. narcisista emocionalmente dependente

Este tipo de narcisismo é caracterizado por extrema “vulnerabilidade”. Essa pessoa narcisista experimenta uma enorme necessidade de amor, que não está satisfeita com nada. É como um poço sem fundo que nunca se enche. Ele simplesmente acredita que não obtém amor suficiente, sente-se fugazmente satisfeito com a atenção dos outros, mas depois experimenta esse vácuo de aprovação e afeto novamente. Na base desse comportamento está um profundo medo de rejeição e abandono, então o narcisista se apega à dependência. Para atender a essas necessidades, ele não tem escrúpulos em manipular os outros. Suas demandas emocionais estão aumentando, de modo que seu parceiro e pessoas próximas são drenadas emocionalmente para tentar nutrir, confortar e sustentar aquele “eu” que precisa de afeição.

2. Tirano narcisista

Esse tipo de narcisismo se apega ao poder porque tem uma necessidade insaciável de domínio e autoridade. Essa pessoa se comporta arrogantemente, acredita que é superior, muitas vezes despreza os outros e os trata como se fossem “inferiores”. Ele acha que está sempre certo e precisa ter controle da situação, de modo que sua mera presença é muitas vezes opressiva. Quando tal narcisista toma o poder, ele torna a vida impossível para seus subordinados. Quando ele tem um relacionamento, ele usa isso como um troféu. Em geral, reifica as pessoas, que são meramente meios para demonstrar seu poder e satisfazer suas necessidades de autoridade. Essa pessoa narcisista é muito possessiva, a ponto de cair em abuso. E ele não hesita em usar o desprezo para que os outros se sintam perdedores, provando que ele é um vencedor.

3. Elitista narcisista

Esse tipo de narcisismo é caracterizado por uma percepção exagerada do “eu”. Em sua mente, ele é a pessoa mais poderosa, influente e importante do mundo. Para garantir que os outros saibam e prestem homenagem, ele nunca se cansa de alardear seus supostos sucessos e conquistas. Geralmente exagera sua importância porque quer despertar inveja ou admiração. Essa pessoa narcisista sempre dá sua opinião, mesmo quando não pede, e acredita que sabe mais do que ninguém, independentemente do assunto. Ele geralmente pensa que está destinado a realizar grandes coisas e que merece grandes coisas, mesmo que não faça nada para alcançá-las. Muitas vezes pode ser uma pessoa carismática, para que possa atrair para seus “orbitam” muitos fãs, que finalmente acabam percebendo que “é muito barulho por nada”.

4. Narcisista fantasioso

Essa pessoa narcisista desenvolve fantasias elaboradas, a ponto de praticamente toda a sua vida ocorrer em seu mundo interior. Ele acredita que o mundo real se intromete em seu mundo perfeito, que gera frustração e ressentimento. Ele percebe que a realidade é fria e dura, então ele tende a evitá-lo e só encontra gratificação em seu mundo ideal, onde ele é uma pessoa perfeita, tem um trabalho perfeito e relacionamentos perfeitos. Quando essa pessoa se relaciona com os outros, ele diz ao seu mundo interior como se fosse real, então ele mente repetidamente. Uma vida fictícia é geralmente inventada para despertar a inveja e admiração dos outros. E ele não reconhece suas mentiras mesmo quando é confrontado com a realidade, sempre procurando uma desculpa para sustentar suas fantasias.

5. Narcisista somático

Olhar bem e estar em forma é importante para a saúde, mas esse tipo de narcisismo vai além, porque implica uma obsessão com o corpo e a beleza. A escala de valores dessa pessoa é reduzida à imagem, moda, beleza, juventude e glamour. Ele precisa ser admirado por suas características físicas, já que sua auto-estima está inextricavelmente ligada à sua imagem corporal. Esta pessoa narcisista é geralmente muito perfeccionista e dedica muito tempo aos seus rituais de cuidados com o corpo e beleza. O problema é que ele também aplica esse padrão aos outros e os valoriza de acordo com sua aparência física. Ele também acha que ele merece tudo por causa de sua beleza e forma física.

6. Antagonista narcisista

É um tipo comum de narcisismo, cuja fúria vibra sob a superfície. Sua infelicidade se manifesta com uma crescente hostilidade para com todos. Para esta pessoa narcisista, há sempre um inimigo disposto a machucá-lo. Ele frequentemente experimenta episódios de fúria explosiva com causas “irracionais”, desconcertantes ou inexplicáveis. Geralmente é uma violência verbal, “chicoteia” com suas palavras para as pessoas próximas causando muito dano. Por trás desse comportamento esconde-se a hipersensibilidade, de modo que, quando essa pessoa não recebe o elogio e a admiração que esperava, pode interpretar qualquer palavra como um insulto ou um desrespeito por seu valor. Toma tudo como um ataque pessoal, o que provoca sua raiva. Essa afetação do “eu” é chamada de dano narcísico.

7. Trapaceiro narcisista

Esse tipo de narcisismo mostra o melhor rosto. A pessoa é charmosa, atraente e gentil. Pelo menos no começo. Infelizmente, esse apelo é apenas um verniz que esconde uma personalidade muito mais sombria. Por trás das mensagens “confie em mim” estão as intenções maliciosas. Na realidade, o narcisista quer ganhar a confiança dos outros para usá-los a seu favor. Ele pratica uma espécie de “vandalismo emocional” cujo dano é tão terrível que muitas vezes custa anos às vítimas recuperar-se e confiar novamente em outra pessoa. Esse narcisista usa seu charme para deslumbrar os outros e drená-los.

8. Mártir narcisista

Nesse tipo de narcisismo, o sofrimento é tudo. A identidade pessoal desse narcisista é construída em torno da dor, sendo uma vítima ou até mesmo um sobrevivente. O sofrimento justifica sua necessidade de atenção e suas demandas parasitárias que dão origem a relacionamentos desequilibrados e exploradores. Obviamente, essa pessoa carrega uma enorme bagagem emocional. A dor do passado nunca se vai. Contamina o presente com aquele sofrimento que, em sua mente, faz dele uma pessoa excepcional. Relacionar-se com esse tipo de narcisista pode ser muito complicado, porque ele nunca atende às necessidades de apoio que todos nós temos, mas exige constantemente apoio e atenção, porque ninguém sofreu mais, nem tem uma vida pior.

9. Narcisista Messiânico

Este tipo de narcisismo é baseado no “alto nível moral”. Essas são pessoas narcisistas que se consideram mais úteis, boas e gentis do que outras, então elas geralmente olham sobre seus ombros e as criticam. Eles acreditam que eles são uma espécie de Messias. Eles não hesitam em contar todas as suas “façanhas” morais para receber elogios de outros. Ele se apresentará como um salvador, mas na realidade sua ajuda aparentemente desinteressada traz muitas condições implícitas. Essa pessoa não hesitará em reivindicar favores e exigir constante homenagem por seu suposto “sacrifício”, de modo que o relacionamento se torne uma dívida permanente.


10. Narcisismo vingativo

É um dos tipos mais perigosos de narcisismo. Geralmente essa pessoa age das sombras, usando a manipulação para destruir os outros. Para se sentir superior, essa pessoa precisa esmagar os outros. É por isso que eles não têm escrúpulos em criar conflitos em seu caminho ou em inventar mentiras que afetam seus concorrentes. Ele pode fazer qualquer coisa para conseguir que seus “inimigos” caiam. Em vez de tentar crescer e melhorar, este narcisista sofre Síndrome de Procusto e despreza todos os que se destacam, então tente enganá-los e difame-os para prejudicar sua reputação. Desta forma, eles podem ser o centro das atenções e admiração.

A pessoa narcisista precisa buscar ajuda psicológica, pois esse profundo egocentrismo prejudica os que o cercam e gera infelicidade.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!