K’ung Ch’iu, K’ung Chung-ni ou simplesmente Confúcio para os ocidentais, foi um grande mestre chinês nascido, provavelmente, em 552 a.C.

Sua filosofia teve por base a bondade humana, a empatia e a benevolência, vindo a influenciar a cultura chinesa e também a asiática.

A partir de seu pensamento criou-se um sistema filosófico denominado “Confucionismo” que, ao contrário do que se acredita, não é propriamente uma religião. Para a dogmática confucionista, o homem é um ser essencialmente bom e a sua educação poderá aprimorar essa tendência natural inerente ao humano.

Abaixo, trouxemos 10 provérbios deste grande sábio que, levados ao seu espírito por meio da leitura e da serena reflexão, certamente o tornarão mais sábio e elevado.


10 provérbios do Sábio Confúcio:

“Existem coisas que são tão claras que não as percebemos. Certa vez um
homem ignorante saiu com uma tocha na mão procurando fogo. Se ele soubesse
o que era o fogo, teria cozinhado seu arroz bem mais cedo.”

“O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante do idi-
ota que quer bancar o inteligente.”

“Não te suponhas tão grande ao ponto de pensares ver os outros menores
que ti.”

“Há três métodos para ganhar sabedoria: primeiro, por reflexão, que é o
mais nobre; segundo, por imitação, que é o mais fácil; e terceiro, por experiência,
que é o mais amargo.”


“O sábio procura o que está nele próprio; o tolo, o que está fora dele.”

“Me perguntas por que compro arroz e flores? Compro arroz para viver e
flores para ter algo pelo que viver.”

“A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é
certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência.”


“Se você tem uma laranja e troca com outra pessoa que também tem uma
laranja, cada um fica com uma laranja. Mas se você tem uma idéia e troca com
outra pessoa que também tem uma idéia, cada um fica com duas.”

“Quando nasceste, ao teu redor todos riam, só tu choravas. Faze por viver
de tal modo que, à hora de tua morte, todos chorem, só tu rias.”

“É preciso que toda pessoa se conduza como se estivesse sendo obser-
vada por dez olhos e apontada por dez mãos.”

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!