Passe a entender: Toda pessoa que cruza nosso caminho é um mestre. Há sempre uma lição a ser aprendida.

Mas para que se tenha essa certeza, é importante observar.

Um mestre nem sempre será caridoso, compreensível, lhe dar os ensinamentos de “mão beijada” ou de forma amorosa. O verdadeiro mestre vai te encher de dúvidas, tirar seu sossego, te fazer (re)pensar, odiar, sentir coisas terríveis. Não, ele, não é sádico, ele é instrumento do caminho dos seus sentimentos intocados. Ele vai fazer você enxergar nele o seu reflexo.

Ele dará a chance de compreender que a paz parte sempre de nós, se assim permitirmos.

O mestre que habita você, também habita nele, por isso desperte-o e haja com inteligência. Perceba seus sentimentos e suas motivações. Questione porque se sente dessa forma e o que você pode fazer para melhorar; Inspire-se nesse turbilhão de emoções e traga soluções positivas pra você. Seja um bom entendedor de si.

Cada ser é um universo que reflete no outro as suas sombras e suas luzes. Deparar-se com as sombras dá a possibilidade de confronta-las ou ressignifica-las . qual a sua escolha?

Quando o mestre do outro te perturba, talvez ele esteja te dando a chance do autoconhecimento, da tolerância e da paciência. Seja grato até mesmo a ele.

Reconheça os mestres e harmonize suas relações e traga paz a sua vida por meio do entendimento.

Créditos da capa Pressmaster/ via Shutterstock

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Aniele Talon
É jornalista, atriz e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações


COMENTÁRIOS