Créditos da capa WAYHOME studio/via Shutterstock

O que você diz e como você diz, pode dizer muito sobre quem você é. Se dar conta do que está imprimindo diante do que está emanando por meio da sua comunicação é processo importante do aprendizado e evolução.

Há pessoas que reclamam do que estão recebendo, mas não se dão conta do que estão emitindo. Pare, observe, ouça.

Como uma pedra jogada no lago, a palavra lançada traz seus efeitos. Ela vai dizer o grau de profundidade e as ondas trarão seus reflexos, por isso esteja preparado para receber o que quer que seja.

Em tempos de arrogância, modéstia e franqueza, melhor cuidar dos conselhos que recebe e daqueles que dá. Uma palavra “maldita” pode trazer efeitos desastrosos: destruir sonhos, esperança, trazer
sofrimento e cicatrizes difíceis de serem curadas.

“QUANDO FALARES, CUIDA PARA QUE TUAS PALAVRAS SEJAM MELHORES QUE O SILÊNCIO”.- Provérbio Indiano

Como portador da palavra, seja responsável por aquilo que fala como quem recebe o bastão sagrado que permite expressar-se. Faça bom uso para não correr o risco da maledicência.

“Mas eu só disse o que eu penso” – e você cuida do que pensa? Cuida com lixo mental e influência de pensamento. Você é mesmo dono dos seus pensamentos? Vigia o que pensa antes de expressar para que não profira palavras vãs.

Em algumas vezes, dizer que pensa não é sinônimo de sinceridade, pode ser mesmo uma falta de respeito com o outro.

Na dúvida, toma o silêncio como guia e a palavra como presente. Só dê a quem realmente mereça e faça isso com amor..

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Aniele Talon

É jornalista, atriz e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações



COMENTÁRIOS