Uma escola municipal da Serra (Espírito Santo) implementou em suas salas de aula o “emocionômetro”, trata-se de um modo por meio do qual as crianças conseguem demonstrar seus sentimentos, as suas emoções. Por esse método, falam se estão felizes, tristes, com medo, assustadas ou com raiva. E, para desenvolver o controle emocional, fazem uso da meditação.

Trata-se de projetos implementados na Escola Municipal Paulo Freire. Antes de iniciar as aulas, cada aluno diz como está o seu emocional. Para isso, eles colocam bolinhas embaixo da imagem que correspondem às suas emoções naquele momento.  Isso faz com que o aluno “saia do automático” e reflita sobre as suas próprias emoções.

Além disso, os alunos também aprendem a desacelerar os pensamentos e emoções por meio da meditação. São 10 minutos todos os dias e tanto a professora quanto os alunos afirmam que os resultados são surpreendentes.

São iniciativas que fazem parte do proejeto “Valores Humanos” e têm mudado, sem gastos e com grande boa vontade de professores e alunos, o comportamento dos alunos em sala de aula, melhorando o convívio e até mesmo o aprendizado.

Clique aqui para saber mais sobre o projeto, no site G1.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!


COMENTÁRIOS