De vez em sempre

De vez em sempre é preciso fazer muitas coisas: uma faxina no armário, na mente, no coração! Ascender um incenso e purificar seu lar!

De vez em sempre é preciso cultivar o silêncio, acalmar a mente, pouco falar e aquietar os pensamentos!

De vez em sempre é preciso tomar banho de cachoeira, andar descalço, contemplar o céu e seus demais companheiros! Cheirar uma bela flor, abraçar uma árvore, saborear lentamente uma boa e madura fruta!

De vez em sempre é preciso lembra-se dos amigos e daqueles que não têm amigos, daqueles que moram em abrigos, em casas de repouso!

De vez em sempre é preciso esquecer-se de alguns compromissos. Deitar nos pés da cama, ouvir sua música preferida bem alta e escrever o que se sente.

De vez em sempre é preciso esquecer de vez em quando, fazer com mais frequência tudo o que lhe faz bem, que cura a alma, que alivia as dores e que liberta todo o Amor!

De vez em sempre é preciso olhar olho no olho, ser sincero consigo, conversar com Deus à sua maneira!

É preciso agradecer-Lhe e pedir pelo bem da humanidade. É preciso mentalizar o bem, a prosperidade, a harmonia! Lembra-se do tamanho do planeta e desejar que o bem chegue à todos, não importa a distância, a etnia nem o credo!

De vez em Sempre é preciso esquecer e lembrar, rir e chorar! É preciso estar leve, respirar fundo e lentamente!

De vez em Sempre é preciso VIVER, Saborear a Vida e estar Sempre pronto para mudanças!

COMPARTILHAR
Ssmaia Abdul
Jornalista literária e cronista, além de psicóloga narrativa com especialização em práticas colaborativas



COMENTÁRIOS