O psiquiatra e psicanalista Jacques Stifleman fala sobre o papel do humor na nossa vida. No nosso cérebro há milhões de conexões e ideias competindo por atenção, mas quando aparecerem ideias inconsistentes sobre o mesmo assunto, vem o conflito. Muitas vezes, diante de uma tragédia, acionamos o mecanismo do humor. Por que? O humor tem a capacidade de passar pelas frestas mais escondidas da nossa mente.  Como se dá esse processo a ciência ainda não descobriu com exatidão.

“O humor pega um fato e faz uma manobra. Ele nos faz ver a natureza humana numa situação mais palatável”, disse o psiquiatra Jacques Stifelman durante o Café Filosófico “o humor e sua função – alívio da experiência de aniquilamento” de 27/11.

Segundo o especialista, nem sempre é clara essa relação entre realidade, humor e seriedade: “ter dúvidas sobre o que a gente pensa pode ser levado a sério.”

Facebook:Provocações Filosóficas  Acesse o canal:Provocações Filosóficas

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Provocações Filosóficas
Filosofia, conhecimento e questionamento. A mente como uma obra de arte.


COMENTÁRIOS