Muitas mulheres caem nessa armadilha, onde você não sabe se foge ou fica com a esperança de que a dor diminua e o amor cure tudo.

Quando o relacionamento chega ao ponto de você sentir que está implorando por tempo e atenção, algo não está indo bem. Algo morreu no amor que existia entre os dois.

Se você tiver chegado ao ponto de sentir tudo isso, é importante que entenda que não precisa disto para viver, você precisa estar ao lado de alguém que faz você se sentir bem. Caso contrário, você sofre, mendigando amor, o que faz com que sua autoestima saia bastante danificada.

Estes são 5 passos para descobrir se você está implorando pelo amor de seu namorado.


Analise o que seu coração diz, não o que sua mente pensa.

Até agora sua cabeça está cheia de tantas ideias que estão lutando entre si, que até você duvida de sua sanidade. É impossível ouvir o seu coração, já que a voz de sua mente berra.

Encontre um lugar e um momento de tranquilidade no seu dia, sem amigos, sem telefone e redes sociais, você não precisa saber se ele postou uma foto nova com seu prato favorito, já que não está sendo convidada a provar. Nesse momento de solidão e reflexão, escute o que seu coração sente.

O coração não fala, mas diz mais que nossas mentes. Se ao pensar nele, nos dois juntos, nos momentos bons e ruins, você se sente incomodada, por mínimo que seja, então pare, porque é muito provável que ele não é o que você precisa.


Testando a água.

Quando estamos tocando algo que não se sabe se é quente ou frio, fazemos com extrema cautela, usando apenas as pontas dos dedos ou a palma da mão para não queimar, você deve testar a água. O mesmo ocorre na relação.
Como você faz isso? Normalmente, quando as dúvidas sobre um amor surgem, correspondido ou não, é porque essa pessoa não está fazendo o que uma pessoa amorosa normalmente faria. Seu comportamento, seja qual for, está te confundindo.
Se você não quer se queimar, tomar uma decisão drástica, que mais tarde você pode se arrepender, então precisa tomar algumas atitudes, como interromper o envio de mensagens, deixar de procurar, deixar de ser a pessoa que planeja passeios sempre. E depois esperar… A reação dele será a resposta mais clara que você terá.

Não entre em pânico.

Uma vez que você decidiu testar a água, e se passou algumas horas, alguns dias, uma semana, mas não sentiu mudanças nele, o pânico vai te tomar, você vai pensar que está agindo como tola e que está colocando tudo a perder.
É neste momento preciso em que nos esquecemos de que devemos tomar precauções para não nos queimarmos no impulso.
Você tem que entender que os seres humanos são criaturas movidas pelo hábito. Se alguém nos alimenta todos os dias e nunca nos pede dinheiro, não vamos oferecer um pagamento. Se ele sabe que de vez em quando você age assim, mas volta atrás quando ele não reage, ele nunca irá mudar.
Portanto, é importante confiar em você, confiar em sua atitude, não entrar em pânico, ir em frente com sua vida e saber que se ele te ama, ele vai te procurar e, mais que isso, tentará modificar para te agradar.

Não criar ódio e ressentimento.

É essencial que seu coração seja capaz de ver claramente o que você sente e o que ele sente, para isso precisa se despir de todo o ódio e ressentimento que sente por ele. Se não o fizer, raiva, ressentimento, às vezes o desejo de se vingar por ter de mendigar seu amor, isso tudo vai te cegar. E se ele realmente ama você, será impossível ver ou sentir isso claramente.

Não tomar uma decisão definitiva com base em uma emoção temporária.

Normalmente, as mulheres são as rainhas das decisões drásticas quando algo as incomoda. A raiva toma conta e faz com que tomem uma decisão definitiva, e, quase sempre, equivocada.

Decisões com base nessas emoções negativas devem ser evitadas em todos os aspectos da vida, especialmente no amor.

Se você realmente quer saber se ele te ama, não deve implorar por migalhas, não procure se não está sendo procurada. Tenha coragem (por você mesma) de permitir o silêncio, o afastamento, deixe que a relação respire, contemple, analise e tome a decisão. Você deve cuidar de si mesma, e, como dizia minha avó: “quem se afasta sem ser expulso, volta sem ser requisitado.”

Tenha fé e espere, se ele não voltar, é sempre melhor.

Tradução e adptação da equipe da Revista Pazes.

Créditos da foto de capa Antonio Guillem/ via Shutterstock

 

FONTEDoctor Amor
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes

Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS