A autoconfiança é um fator decisivo para o sucesso tanto na vida pessoal como profissional. Fundamentalmente, promove harmonia nas relações e real avanço rumo aos sonhos. Uma pessoa confiante acredita em si mesma, ou seja, tem certeza da própria capacidade e transmite esse sentimento para outros.

Segundo afirma o psicólogo Miguel Lucas: “Mesmo que você tenha começado a partir do mesmo ponto que os outros, se tiver uma autoconfiança bem desenvolvida, irá permitir que possa chegar muito mais além do que alguém que não tem”.

Observar o que pessoas que transmitem confiança não fazem é uma maneira segura de investir na própria autoconfiança. Vejamos:

1. Não dão desculpas

Pessoas confiantes se responsabilizam por seus atos e jamais empurram para terceiros suas obrigações, nem mesmo pontuam situações externas para as suas dificuldades. Elas enfrentam qualquer imprevisto, dando o melhor de si mesmas.

2. Não se deixam dominar pelo medo

Todo mundo se sente inseguro em algum momento da vida, todavia, os autoconfiantes enfrentam com coragem seus medos, na disposição de superá-los. E, assim, fazem o que é preciso ser feito no sentido de conseguir o que almejam.

3. Evitam zona de conforto

Reconhecem a necessidade de passar por mudanças para evoluir e enfrentam com determinação as consequências de buscar o que consideram certo, mesmo sabendo que quase sempre isso causará certa perturbação.

4. Não são obcecados pelas opiniões alheias

Pessoas confiantes desejam provocar bons impactos no mundo, mas não se preocupam em agradar a todos e nem se deixam levar por críticas negativas. Consideram o que é preciso ser feito e, simplesmente, fazem da melhor forma possível.

5. Não julgam os outros

Pessoas confiáveis não sentem necessidade de insultar ou rotular quem quer que seja. Procuram agir com imparcialidade e respeito e é por isso que suas opiniões são sempre consideradas.

6. Fogem das comparações

Não competem com outras pessoas e, por isso, não se comparam com ninguém. Entendem que cada um vive a sua própria história de forma única e, portanto, não se pode comparar pessoas.

7. Não precisam de reconhecimento

As pessoas, de forma geral, gostam de se sentir reconhecidas, as autoconfiantes não fogem a essa regra, a diferença é que não necessitam disso para se sentir motivadas a agir como desejam.

8. Não desistem facilmente

Quem tem autoconfiança sabe que as coisas não acontecem exatamente como se espera, por isso, entendem o fracasso como uma etapa. Longe de desistir diante do que não deu certo, remanejam os planos e criam novas estratégias de ação.

9. Não esperam pela ação dos outros

Pessoas autoconfiantes colocam-se como agentes de sua própria vida, entendem que se algo precisa ser feito, não há porque esperar. Não se limitam exigindo que o outro tome a iniciativa daquilo que precisa acontecer.

10. Não aceitam verdades às cegas

Diante de um novo conceito procuram entender o seu funcionamento e refletir antes de tê-lo como verdade universal. Não aceitam o que dizem sem buscar provar a si mesmas a veracidade do que foi proposto.

Chegando a esse ponto de nossas reflexões, penso que facilmente concluímos as vantagens de desenvolvermos a autoconfiança, agindo de forma a nos tornar pessoas confiáveis para os que convivem conosco.

TEXTO DESuely Buriasco
FONTEFamilia
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!

COMENTÁRIOS