Ela disse adeus e nos deixou grandes lições para a vida. Assim foi a despedida da austaliana Holly Butcher.

Diagnosticada com câncer aos 26 anos, desde então travou uma grande batalha contra a doença, tendo falecido na última quinta-feira, dia 4. O seu texto de despedida foi publicado por seus familiares em seu perfil do Facebook, presenteando-nos com verdades que constatou sobre a vida.

Sobre a morte: “É uma dessas coisas que você ignora”. Nós nos acostumamos com a passagem dos dias, conta, até que algo inesperado acontece”.

E prossegue: “Sempre me imaginei envelhecendo”, diz. “Tenho 27 anos agora. Eu não quero ir. Eu amo minha vida. Sou feliz e devo isso às pessoas amadas. Mas o controle está fora de minhas mãos”.

“Eu só quero que as pessoas parem de se preocupar tanto com os estresses pequenos e insignificantes da vida”. E cita vários deles: corte de cabelo que deu errado, roupas, trânsito, trabalho…”

Para ela, a essência da felicidade consiste na doação de si aos outros. “Dê, dê, dê. É verdade que você ganha mais felicidade fazendo coisas para os outros do que fazendo para si mesmo. Eu queria ter feito mais isso. Desde que fiquei doente, conheci as pessoas mais incrivelmente doadoras e gentis e recebi as palavras mais amorosas e de apoio de minha família, amigos e estranhos. Mais do que eu poderia dar em troca. Nunca vou me esquecer disso e serei eternamente grata a todas essas pessoas”, afirma Holly.

A bit of life advice from Hol:It’s a strange thing to realise and accept your mortality at 26 years young. It’s just…

Posted by Holly Butcher on Wednesday, January 3, 2018

https://goo.gl/ccujoP
Acerca do seu último ano de luta e de vida, afirma: “Um ano em que fiquei eternamente grata por ter conseguido gastá-lo aqui na Terra com minha família, amigos e cachorro. Um ano em que eu tive alguns dos melhores momentos da minha vida…”.

Em sua homenagem, meditemos sobre estas sábias orientações.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes

Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS