Valorize aqueles que o procuram e ame quem não o deixa partir

Como fala Bernabé Tierno em seu livro “Aprendiz de Sábio”, ninguém pode duvidar da necessidade do amor, assim como da necessidade de alimento, de ar, de luz, de água e de sol. O amor é um sentimento espontâneo e natural, por isso, não se esqueça: valorize quem o procura e ame quem não o deixa ir embora.

É tão incoerente exigir o amor de outra pessoa quanto proibir alguém de nos amar, já que todo amor deriva da espontaneidade e da nossa própria liberdade interior. Não podemos controlar o que sentimos, nem os sentimentos que despertamos em outras pessoas.

“Proponho que você não me procure, que me encontre, que não me olhe, que me capture, que não me fale, que me sinta, que não me queira, que se entregue, que seja você sem ser completamente.”
– Alejandro Esparza –

Quando amamos, o fazemos com todo o nosso próprio ser, nossa inteligência, nosso próprio corpo, nossos sentidos e, obviamente, nosso próprio coração. É uma coisa irresistível, que envolve beleza e às vezes dor, mas que sempre nos ensina a nos conhecermos.

Às vezes temos a ideia de que amor é sofrimento, de que para amar é preciso sofrer, mas trata-se de uma crença equivocada que nos afasta de um relacionamento sadio e equilibrado. Ame e compartilhe, aproveite o seu companheiro. Ame mas também mantenha seu espaço, continue sendo você mesmo.

Com amigos e com relacionamentos amorosos aceitamos situações nas quais precisamos mostrar interesse pelo outro, nas quais apenas nós dizemos “te amo”, nas quais parece que só nós desejamos as coisas com a outra pessoa.

É muito complicado aceitar que se alguém não liga para você é porque não quer falar com você, que se procura desculpas para não ficar é porque não quer ver você, e que se não diz “te amo” é porque não o sente.

Nossos egos não aceitam ser ignorados e procuram desculpas como “Deve estar ocupado”, “Não ouviu o telefone”, “Não diz que me ama por medo”, mas é importante ser realista, ver a situação como ela é: se alguém não gosta de você ou não o valoriza, você não pode obrigá-lo a fazer isso.

“O amor não precisa ser compreendido, apenas precisa ser demonstrado”.
– Paulo Coelho –

Por outro lado, se alguém demonstra interesse, se preocupa, liga, escreve, precisamos valorizar esse interesse, essa demonstração sincera de carinho e de respeito. Uma demonstração espontânea de carinho é uma coisa que surge do coração, que nos faz refletir sobre o que é realmente importante.

Ame quem deseja estar ao seu lado

Uma pessoa que quer estar ao seu lado de verdade liga para saber como você está, fica ao seu lado nos momentos difíceis, olha nos seus olhos e ouve com atenção o que você tem a dizer, respeita você e o valoriza pelo que você é, e demonstra tudo isso. Em resumo, esta pessoa ama você.

Se alguém quer estar ao seu lado, está e pronto; e dia a dia vocês poderão contar um com o outro, seja um relacionamento amoroso ou uma amizade. Se você tem vontade de passar tempo com alguém, você combina de encontrar e compartilha momentos sem olhar no relógio, deixando que as horas passem sem perceber.

No caso de um relacionamento amoroso, como defende Walter Riso, é importante que quando amamos saibamos diferenciar “ser um”, que anula o particular para se integrar em um todo, de “estar unidos afetivamente” que implica ter um vínculo no qual cada pessoa mantém suas peculiaridades e suas diferenças.

Procure a reciprocidade nos seus relacionamentos

Para que um relacionamento amoroso ou um relacionamento de amizade funcione precisa haver um intercâmbio básico. Walter Riso faz uma analogia com o pensamento de Aristóteles e São Tomás de Aquino no seu “Guia prático para não morrer de amor” e diz que um amor justo é o que combina tanto a justiça distributiva (compartilha exigências e benefícios proporcionalmente entre os membros do casal), quanto a justiça comutativa (evitar a estafa e a fraude em qualquer uma das suas formas).

Para Riso um relacionamento se baseia na reciprocidade quando: a troca afetiva e material é equilibrada e justa, os privilégios são distribuídos equitativamente, o acesso aos direitos e deveres é igual entre as duas pessoas, nenhum dos membros procura tirar vantagem ou explorar o outro e nenhum pensa que merece mais do que o outro.

“A vida não tem sentido, você lhe dá o sentido com o que você faz, com o que o apaixona, com seus sonhos. Você constrói o universo na sua medida.”
-Walter Riso-

TEXTO DEAran Andrade
FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS