Simplicidade voluntária

A dinâmica corrida da vida atual tem levado muitas pessoas a buscarem uma forma de viver mais tranquila…
No entanto, algumas pessoas não sabem como poderiam ter essa vida que tanto almejam… sentem-se prisioneiras e amarradas em uma vida estressante sem ver possibilidades de saída.

Levar uma vida mais simples é muitas vezes mais complicado que parece, pois supõe aprender novos hábitos e desprogramar o nosso cérebro de todo tumulto que o mundo atual nos impõe.

Supõe uma nova percepção sobre a vida, uma mudança de mentalidade, uma nova relação com as pessoas, com o mundo e com nós mesmos…

Essa busca por uma vida mais simples foi conceituada pelo educador e escritor Duane Elgin como “Simplicidade voluntária”.

A simplicidade voluntária nada tem a ver com restrições financeiras, mas com a busca por um estilo de vida mais simples exteriormente, e mais rico interiormente. O importante aqui é que a adoção de uma vida simples está menos no exterior, e mais focada no interior das pessoas, na sua mentalidade, ou como a neurociência chama, no seu mindset!

Isso quer dizer, que você não precisa necessariamente morar longe dos grandes centros ou se mudar para uma motor-home para começar a construir seu estilo de vida mais simples, mas basta transformar seu mindset para estabelecer um relacionamento mais genuíno e leve com todos os aspectos de sua vida.

Se você é uma dessas pessoas que busca uma vida mais tranqüila e não sabe por onde começar pra desatar esse nó de estresse que se tornou o mundo atual, eu tenho uma boa noticia: Você pode começar a se transformar adquirindo pequenos hábitos compartilhados pelas pessoas que já conseguiram…

Nós somos seres de hábitos, e desenvolvendo os hábitos certos, treinamos nosso cérebro e programamos nossa mentalidade para a vida que queremos ter.

Então vamos lá! Elgin identificou no seu estudo os principais hábitos de pessoas que levam uma vida mais tranqüila e simples.

1. Eles investem tempo e energia em atividades com sua família e amigos.

Pessoas que conseguem estabelecer uma vida tranqüila são pessoa que não abrem mão de ter um tempo de qualidade dedicado as relações significativas.

2. Desenvolvem uma ampla gama de suas potencialidades.

Pessoas que optam pela “simplicidade voluntária” se enxergam como um seres integrais, que não se resumem a um único setor da vida. Assim, sentem prazer em desenvolver as diversas habilidades humanas:

– Físicas: praticando esportes com regularidade;
– Emocionais: estabelecendo intimidade e dividindo sentimentos em relacionamentos importantes;
– Mentais: engajando-se em uma vida de aprendizado contínuo, seja através de leitura, cursos, ou desenvolvendo novas habilidades práticas;
– Espiritual: buscando viver com serenidade e mais compaixão.

3. Possuem um padrão de consumo responsável.

Entendem que fazemos parte de um todo maior por isso preocupam-se com a preservação do meio ambiente e o uso indiscriminado dos recursos do planeta.

4. Buscam deixar a vida diária menos complexa.

Por isso tem por hábito, de tempos em tempos livrar-se dos objetos que raramente usam e que podem ser mais úteis para outras pessoas, como roupas, livros, mobílias, eletro domésticos, ferramentas, etc…

5. Buscam a independência nas coisas simples e cotidianas.

Por isso, desenvolvem habilidades pessoais para reduzir a dependência de serviços simples como reparo de eletrodomésticos, jardinagem, etc..

Sabe qual é a grande sacada aqui?

São hábitos tão simples e saudáveis que todos nós gostariamos de ter nas nossas vidas. Mas não se engane, a simplicidade dá mais trabalho que parece. Quantas vezes nos pegamos preocupados com o meio ambiente, mas não temos tempo de nos preocupar em separar o lixo para o descarte adequado? Quantos de nós afirmamos que priorizamos os relacionamentos, mas raramente conseguimos agendar um bate papo com os amigos? Quantas vezes ficamos na academia cheios de culpa por estarmos “perdendo um tempo precioso” que poderíamos estar terminando aquele relatório?

Qual o segredo então para sair desse circulo vicioso de estresse e falta de tempo? O segredo é treinar seu cérebro para uma nova percepção do mundo. Lembra que falei lá em cima que ter uma vida simples supõe uma nova percepção do mundo? É! Isso pode começar a ser adquirido através de novos hábitos!

Para começar, que tal escolher um hábito saudável, aquele que você mais se identifica, e se comprometer com determinação a desenvolvê-lo? Primeiro por uma semana, depois por um mês ou dois… Você vai precisar de esforço apenas até o hábito passar a fazer parte da sua vida! No começo você vai achar difícil encontrar tempo pra isso, mas depois vai perceber como sua vida começa a mudar…

COMPARTILHAR
Tatiana Borsoi
Coach de Alta Performance. Membro da Sociedade Brasileira de Coaching. Com diversas especializações em Coaching, Psicologia e Gestão Estratégica. Idealizadora do Simples Assim, Coaching de Estilo de Vida com foco em Alta Performance".



COMENTÁRIOS