Morre Muhammad Ali: “um homem que nunca vendeu seu povo”

Muhammad Ali morreu aos 74 anos de idade, segundo um porta-voz de sua família.

Ex-campeão mundial dos pesos-pesados e um dos mais conhecidos esportistas do planeta estava hospitalizado na cidade de Phoenix, Estado do Arizona, nos Estados Unidos.

Ele lutava contra uma doença respiratória – condição que havia sido complicada pela doença de Parkinson.

O funeral ocorrerá na cidade natal de Ali, Louisville, no Kentucky.

Batizado como Cassius Marcellus Clay, Ali ficou famoso ao ganhar a medalha de ouro no boxe na Olimpíada de Roma, em 1960.

O americano venceu Sonny Liston em 1964 e ganhou seu primeiro título mundial. Ele foi o primeiro boxeador a ganhar o campeonato na categoria dos pesos-pesados em três ocasiões diferentes.

Ele se aposentou em 1981 tendo vencido 56 de suas 61 lutas.

Além da fama pela habilidade dentro dos ringues, ele ficou conhecido por seu ativismo na área de direitos civis.

Questionado certa vez sobre como gostaria de ser lembrado, ele disse: “Como um homem que nunca vendeu seu povo. Mas se isso for muito, então apenas como um bom boxeador. Eu nem vou me importar se não for mencionado o quanto eu fui bom”.

Um dos grandes nomes na luta pela igualdade racial, eis uma de suas entrevistas onde ele fala sobre o assunto de modo espirituoso e inteligente:

FONTEBBC
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS