Por Vicente Carvalho

Quando você corta o cabelo, sempre espera ficar com um visual diferente, mas esse menino quis ficar igual seu amigo.

Jox, que tem 5 anos, quis fazer uma ‘pegadinha’ na escola e pediu para que sua mãe cortasse seu cabelo igual ao de seu amigo – na perspectiva do pequeno Jox, esta era a única diferença entre os dois, e a professora agora não poderia distingui-los.

A mãe dele, Lydia Stith Rosebush, publicou em seu Facebook contando essa linda história que prova que as crianças não nascem preconceituosas, e até o momento já teve mais de 150 mil curtidas, 80 mil compartilhamentos e milhares e milhares de comentários. Ela enfatizou que Jox ignorou que ele é branco e seu amigo é negro, e disse que “Ele disse que mal podia esperar para ir para a escola na segunda-feira com o seu novo cabelo como o de Reddy, de forma que a professora não fosse conseguir distingui-los. Ele pensou que seria hilário confundir a professora com o mesmo corte de cabelo”, contou na publicação.


“Hoje de manhã, eu e Jax estávamos conversando sobre seu cabelo rebelde. Eu disse que ele cortaria neste fim de semana. Ele me disse que gostaria de raspar a cabeça para ficar igual ao amigo Reddy. Ele disse que mal podia esperar para chegar à escola na segunda com o cabelo como o de Reddy para que seu professor os confundisse. Ele acreditava que seria hilário confundir o professor com o mesmo corte de cabelo.

Aqui está uma foto de Jax e Reddy na apresentação de Natal. Tenho certeza de que todos vocês percebem a semelhança.

Se isso não é uma prova de que ódio e preconceito é uma coisa que é ensinada, eu não sei o que é. A única diferença que Jax enxerga entre ele e o amigo é o corte de cabelo”.

FONTERazões para acreditar
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes

Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS