“Ser normal, neste mundo, é ser louco”, afirma Leandro Karnal

“Ser normal, neste mundo, é ser louco. E ser enquadrado neste mundo é ser, em primeiro lugar, alguém que serve para o palco alheio, da peça escrita pelos outros, pro roteiro definido por terceiros e, ao final, como a morte é solitária, sem a palma de ninguém, apenas com uma biografia vazia e absolutamente infeliz.” Assim inicia Leandro Karnal esse trecho de uma palestra sobre Hamlet.

Nesta palestra, medita-se sobre Hamlet, um dos mais famosos personagens criados por William Shakespeare, trazendo as suas reflexões para os nossos tempos.

Para o palestrante, a mínima consciência do que somos faria com que tívessemos menor necessidade de explicitar nossas alegrias, muitas vezes falsas, nas redes sociais, de modo que viveríamos de forma mais autêntica e plena.

COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS