Vídeo mostra que gorila morto em zoológico tentava proteger criança

Um gorila foi baleado e morto no Zoológico de Cincinnati, nos EUA, na tarde do último dia 28, após um menino de 4 anos ter caído em sua jaula. Mas ainda que essa medida drástica tenha sido tomada para salvar a vida da criança, parece que não era necessário ter assassinado o animal, pois ele não apresentava a intenção de ferir e sim de proteger o menino.

“Uma vez que ele caiu, eu não acho que o gorila sabia que ele estava lá, até que ele ouviu um barulho na água,” afirma uma das testemunhas, Brittany, que explicou que os gritos do animal mostraram que o incidente havia acontecido. “O gorila foi até o menino, mas não o machucou”, explica, “ele estava protegendo ele”.

Um vídeo obtido pela rede de televisão norte-americana, ABC News, mostra o gorila arrastando o menino através da água. O zoológico se pronunciou dizendo que o corpo de bombeiros afirmou que o gorila estava tratando a criança violentamente enquanto o arrastava pela água. O menino foi hospitalizado e liberado ainda no mesmo dia e sua família comunicou oficialmente que ele está em casa e passa bem.

Funcionários do zoológico disseram que o acidente aconteceu porque o menino se arrastou por baixo de uma das barreiras que separa o público da jaula e caiu no fosso onde o gorila, chamdo Harambe, vivia. “O gorila não estava batendo nele, não o machucava. Ele estava curioso. Estava verificando e olhando para as mãos”, disse outra testemunha. “O gorila não queria ser violento. No entanto, é um gorila enorme… Então, suas intenções de não prejudicar a criança talvez fosse exatamente devido essa diferença de tamanho”.

gorilaa

Um dos funcionários do zoológico foi o responsável pelo tiro no gorila com um rifle enquanto a criança estava entre as pernas de Harambe. Logo depois os bombeiros rapidamente conseguiram recuperar a criança. “Estamos de coração partido com a perda de Harambe, mas a vida de uma criança estava em perigo e uma decisão rápida teve de ser feita por nossa equipe de resposta”, disse o diretor do zoológico Thane Maynard em comunicado. “Com a criança ainda na exposta, apenas tranquilizar o gorila não era uma opção”, disse Maynard. “Tranquilizantes não têm efeito durante vários minutos e a criança estava em perigo iminente. Além disso, o impacto do dardo poderia agitar o animal e causar uma situação muito pior.”

gorila

A família do menino disse em comunicado: “Nós estendemos nossos sinceros agradecimentos para a ação rápida da equipe Cincinnati Zoo. Sabemos que esta foi uma decisão muito difícil para eles, e que eles estão de luto pela perda de seu gorila.”.

Confira abaixo o vídeo do momento do acidente:

FONTEBest of Web
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS