A falta de sono estaria ligada a aparição do Alzheimer?

O sono é um processo indispensável para o bom funcionamento de nosso cérebro, já que quando o corpo relaxa-se, consolida o sono e descansa, o cérebro inicia seu trabalho de armazenamento de aprendizado dos novos conhecimentos adquiridos durante todo o dia, e isto permite o descanso do corpo e a recarga de energia para dar início a um novo dia com o desenvolvimento ótimo de cada uma das atividades exigidas física e mentalmente,

Se você não cumpre com as horas de sono estabelecidas para ter um bem-estar e uma vida saudável, possivelmente pode apresentar diversos problemas e o principal deles é o Alzheimer. Lembre-se que as horas recomendadas para um bom descanso e uma boa produtividade são 8 horas diárias de sono.

De acordo com alguns neurologistas, quando não dormimos o tempo suficiente, a produção de proteínas que afetam a conexão entre neurônios aumenta impossibilitando, com isto, a conservação das atividades mentais que permitem a recordação dos feitos. O Alzheimer é uma doença que afeta principalmente as pessoas mais velhas, isto se deve ao fato de que com o passar do tempo, as pessoas adultas diminuem seu tempo de sono, acelerando a produção de placas senis, as quais acabam com as células boas impedindo o correto envio de informação entre os neurônios.

Os maus hábitos de sono podem estar afetando gravemente sua saúde cerebral, provocando danos a longo prazo, como a aparição do Alzheimer ou o sofrimento precipitado de demência severa. A falta de sono equilibrada com suas funções diárias gera uma degeneração severa ativa dos neurônios, mas recuperar o sono um ou dois dias por semana, dormindo mais do que o normal não funciona, já que a ativação da produção do dano cerebral se produz cada vez que não se dorme e não se reestrutura e regenera com o sono posterior. Deve-se cumprir com o mesmo tempo de Sono diariamente.

Por outro lado, não somente o pouco sono, como também o sono intermitente produz graves problemas cerebrais, já que com a instabilidade do sono são perdidos aproximadamente 25% dos neurônios. Esta perda de neurônios não somente repercute no Alzheimer, que aparecerá em uma idade mais avançada, como também no vida cotidiana, em dificuldades nos processos de aprendizado.

Durante o sono o cérebro cumpre a função de eliminar toxinas, permitindo com isto a eliminação também das proteínas que aceleram o crescimento das placas senis que aumentam a perda de memória.

O risco de aparição do Alzheimer

O risco de aparição do Alzheimer nas mulheres idosas é superior ao risco de sofrer Câncer de mama. A diferença do desenvolvimento desta doença degenerativa, o Alzheimer, entre homens e mulheres apresenta-se nas seguintes cifras: 1 em cada 6 mulheres é propensa a sofrer com esta doença cerebral, enquanto que nos homens existe um risco de 1 entre 11. O Alzheimer é uma doença de grande risco, isso se deve ao fato de que não apresenta cura alguma e não existem tratamentos realmente efetivos que ajudem a tratar ou reduzir o dano já feito.

Felizmente existem diversas formas de melhorar a saúde através da consolidação e do bom equilíbrio no tempo de sono, um tempo que deve ser tranquilo e duradouro, procurando um sono profundo e eliminando acordar durante o mesmo. Um dos pontos favoráveis para um bom sono e descanso suficiente é contar com a luz apropriada durante o dia e uma escuridão completa na hora de dormir. É necessário ter luz e escuridão para poder adaptar seu corpo através de um relógio biológico que se encarregará de marcar seu ritmo do dia e pedir as exigências de atividade e descanso quando necessárias. Inclusive um pouco de luz, o menos lampejo possível pode impedir seu descanso perfeito e sua capacidade de dormir.

Um grande problema para a correta consolidação do sono são os turnos de trabalho que alternam entre noturnos e diurnos e, por consequência, seu sono sofre alteração constante que comprometerá sua saúde e bem-estar.

Evite ver televisão ou utilizar o computador durante a noite, já que estes dois equipamentos eletrônicos expõe uma luz similar à luz do dia alterando seu desenvolvimento de sono, sua qualidade e quantidade. Você também pode tomar uma ducha de água quente 30 minutos antes de ir dormir, isto ajuda a relaxar e prepara para um bom sono. Como última recomendação é indispensável afastar de sua cama ou lugar de dormir qualquer dispositivo eletrônico pela luz, pelo ruído e pelos efeitos que podem trazer para a saúde.

Já sabe, sua saúde cerebral e um bom rendimento depende, crucialmente, da qualidade e da quantidade de sono que você tem diariamente. Logo, adeque seus horários e seu quarto para ter um sono de qualidade que garantirá seu bem-estar tanto mental quanto físico.

FONTEMelhor com Saúde
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS