7 passos para esquecer um amor não correspondido

1° passo

Avalie seus padrões. Esta pessoa nunca a valorizou devidamentemente, para começar, portanto, ela não vale o seu tempo. Não é o caso de “será que ela vale o seu tempo?” ou “talvez ela não valha o seu tempo”, mas sim ela, com 100% de certeza, sem qualquer sombra de dúvida, não vale o seu tempo. Você merece alguém que tenha olhos para você, que veja o seu valor, e queira ser uma parte ativa de sua vida. Aqueles que não conseguem isso podem seguir caminho.
• Reserve um momento para concentrar-se em autoconsciência. Olhe para si mesmo(a) o mais objetivamente possível. Havia algo no relacionamento que era seguro por ser irreal? Será que a garantia de que você nunca vai se machucar devido ao fato de que não há compromisso lhe deixa tranquilo(a)? Se isso chega perto da verdade, então isso tem tudo a ver com você e nada a ver com essa outra pessoa. Ela é apenas um símbolo para você.

2° passo

Avalie a sua felicidade. Seja você um(a) amante ou esteja apenas passando por uma paixão intensa, você estava completamente feliz com esta pessoa? As probabilidades são que você provavelmente não estava, e estava ansiando por uma relação como a que você tem em sua mente. O quanto desta relação era realidade e o quanto era o que você desejava, esperava, e imaginava ser?
• É evidente que esta relação não atendia às suas necessidades, ou se você não sentiria a necessidade de sair dela. Deixe essa realidade entrar na sua cabeça. A pessoa com quem você se relacionava não atendia às suas necessidades, no entanto, outra irá. A única coisa é que, a fim de encontrar outra pessoa, você precisa esquecer a atual. Bem, é para isso que você está aqui! O primeiro passo a fazer? Confira nas dicas abaixo.

3° passo

Não fique esperando que ela caia do céu. A vida é demasiada curta para não começar a ser vivida agora. Essa outra pessoa está por aí, então por que você não sai para procurá-la? Isso não significa mergulhar de cabeça em um novo relacionamento, significa ser social e fazer o seu melhor para se divertir.
• Não espere sentado(a) com esperanças que as coisas vão mudar. Você ficará esperando muito, muito tempo. De modo geral, a melhor maneira de prever o comportamento futuro é olhar para o comportamento passado. Desde que o comportamento passado levou a mágoa, por que o comportamento futuro seria diferente? Isso mesmo, ele não será.
• As chances são de que uma parte sua já sabe todas essas coisas, que sabe que este relacionamento não era o melhor para você e que vê a lógica em partir para outra (é por isso que você está aqui). Independentemente de quão pequena esta parte seja, dê-lhe as rédeas, pelo menos algumas horas por dia. Deixe-a proteger a sua parte ferida. Ela sabe o que você precisa para se sentir melhor – seja é uma noite de vinhos com os amigos, uma boa e longa caminhada diária, ou aquela viagem que você estava planejando fazer. Seja o que for, torne isto uma realidade.

4° passo

Mantenha sua distância física. Agora que você decidiu manter a sua distância mental, é imperativo que você fique longe também fisicamente. A única maneira de parar o tormento interior é não ficar perto da pessoa que você quer esquecer. Se isto for possível (se ela não é um colega de trabalho, por exemplo), não deixe de fazê-lo. O processo será muito mais rápido.
• Isso não lhe dá uma desculpa para ficar em casa em vez de ir para a aula/academia/sair com os amigos. No entanto, dá-lhe uma desculpa para alterar sua rotina. Deixe de ir sempre para os mesmos lugares, encontre um barzinho novo. Escolha um horário diferente para ir à academia. Encontre um passatempo completamente novo!

5° passo

Seja claro(a). Se a pessoa está em sua vida, ela ira fazer perguntas. Não adianta dar uma desculpa esfarrapada sobre o motivo pelo qual você a está evitando; a verdade virá à tona, eventualmente. O melhor a fazer é contar uma versão extremamente diplomática da verdade.
• Ninguém, exceto você mesmo(a), pode escrever o roteiro da sua situação. No entanto, algo no sentido de, “Eu preciso de algum tempo para reavaliar o que é melhor para mim”, é algo que ninguém pode refutar. Se a pessoa não gostar de ouvir isso, mais uma razão para andar (ou correr) para a direção oposta a dela.

6° passo

Não se culpe. Isto não é uma falha de sua parte. Isto faz parte da vida. Acontece com todo mundo, e quer saber de uma coisa? Você vai aprender com a situação. Você deve ter aprendido algo na última vez que teve o coração partido, dessa vez não será diferente. Você não cometeu nada de errado. Na época, tudo o que você fez você acreditava estar certo. Isso é tudo que você deve pensar.
• Desejar ter feito algo diferente, ter agido de forma diferente, ter dito algo diferente é inútil. Você é quem você é e se as coisas não deram certo, então é porque não deveriam ter dado. Mudar a si mesmo é um processo desgastante que só resulta em ressentimento e fadiga. Culpar-se por ser quem você é bobagem! Quem mais você deveria ser?!

7° passo

Concentre-se na sua pessoa. É mais do que hora de pensar “eu”. Isto não é apensas para o seu bem, mas para o bem de todos os seus relacionamentos futuros. Sem um ponto final e sem descobrir quem você é, nada nem ninguém terá sucesso. Isso não é ser egoísta é, é ser lógico.
• Do que você gosta? Liste, pelo menos, 5 coisas que você gosta de fazer e faça-as nas próximas duas semanas. Eventualmente, chegará um momento em que você esquecerá a pessoa que amou, e você nem mesmo irá notar. Você vai estar muito ocupado(a) pensando sobre a vida que você está levando. Quando, após alguns meses, você perceber que esqueceu, você vai se sentir muito bem.

FONTEWikiHow
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS