34 formas pouco convencionais de se praticar a espiritualidade no cotidiano

Diante de um verdadeiro achado de agradável leitura, este texto de um site italiano, foi traduzido e publicado para que mais pessoas pudessem aproveitar dessas preciosas dicas.

A espiritualidade é uma forma de estar mais conectado com a nossa verdadeira natureza: interior e exterior, com a nossa essência vital, que nos conduz à nossa ligação com o universo, à conexão mais profunda e autentica com a realidade que nos circunda.

Cada gesto nosso, cada escolha, cada pensamento e cada ação podem ser realizados através de um comprometimento espiritual mais conectado com a natureza divina da experiência que é viver.

Confira os 34 jeitos simples e pouco convencionais de praticar a espiritualidade no cotidiano.

01. Dar atenção para quem está precisando.
02. Perceber o despertar dos sentidos.
03. Me perdoar cada vez que eu não lembro de mim.
04. Cultivar as ações com cuidado e atenção.
05. Dar um sentido ético e estético para minhas ações e meus pensamentos.
06. Cuidar também das minhas fraquezas.
07. Criar sorrisos.
08. Cuidar de uma muda.
09. Cuidar da beleza, encontrando-a nas ações cotidianas.
10. Alargar o coração para torná-lo mais acolhedor.
11. Dar mais atenção à escuta do que à fala.
12. Levar as mãos ao coração para consolá-lo.
13. Compartilhar as próprias realizações.
14. Dar a mim e aos outros uma nova possibilidade.
15. Relaxar todos os músculos contraídos.
16. Deixar limpo os lugares por onde passo.


17. Fazer uma carícia imaginária em todas as pessoas que eu encontro.
18. Agradecer a um estranho por nos ter feito rir.
19. Compartilhar com os outros as conquistas pessoais alcançadas.
20. Trazer serenidade e alegria tanto fora como dentro de si.
21. Escrever em um pedaço de papel: “Eu não te conheço, mas desejo que você seja feliz” e colocá-lo no para-brisa do primeiro carro que eu encontrar.
22. Dar o primeiro passo para uma grande mudança.
23. Abençoar com pensamentos e palavras, as pessoas que encontrar.

24. Amar as minhas emoções para aceitá-las e dirigi-las, respeitando aos outros e a mim mesmo.
25. Deixar-me pegar de surpresa por uma árvore que está à espera de me surpreender.
26. Reparar em coisas inusitadas.
27. Ajudar, incondicionalmente, sem querer nada em troca.
28. Dar valor a tudo.
29. Ver o outro como uma alma.
30. Criar harmonia no lar.
31. Ter olhos, ouvidos e toque, mesmo quando não é do meu agrado.
32. Se render ao sofrimento para ver o que acontece.
33. Ouvir o sofrimento meu e o dos outros, aceitando-os como realidade para cuidar deles sem escondê-los.
34. Olhar para o outro com olhos maravilhados e gratos
Por Isa Gama

TEXTO DEPostado por Project A
COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS