Poemas para amar Moçambique 1

A Revista Pazes é enamorada pela África. Mais precisamente, tem uma paixão por Moçambique, país africano também colonizado por Portugal e que, em razão disso, tem por idioma oficial a língua portuguesa.

São diversos os talentos literários que florescem em Moçambique e, dentre eles, selecionamos 4 poemas de 4 diferentes poetas para que possamos sentir um pouco da poesia que aflora às margens do Índico.

Abaixo, poemas de Helder Faife, Jaime Rafael Munguambe Junior, Hirondina Joshua e Eduardo Quive.

Boa leitura, amigos!


estiagem

ESTIAGEM

Com o peito em estiagem
chove choro materno .

Na boca ciosa do nado
minhoca o seio murcho.

Nem suor nem ar
lhe salgam a fome.

Amamentar-se só na doçura
das lágrimas da mãe.

Helder Faife

 

passarin 24

PÁSSARO

As pálpebras
que piscam preguiçosamente,
levantam o voo contínuo
no meu rosto.

O sorriso que pousa nos lábios,
é um pássaro em regresso
na pura invenção da máquina do sonho…

Jaime Rafael Munguambe Junior

 

 

12108037_1035766536463169_7928107837506746366_nInvenção

De súbito,
o desejo despeja-se
no corpo inventado,
há uma contemplação invisível.

É momento de luz:

Uma mão pronuncia a voz do interior
e outra subjacente vagueia
no ar procurando o dom do amor.

Hirondina Joshua

 

 

5225_131573410380866_562644802_nAtemporal

Depois chegou-me o tempo
Em que o tempo não mais me chegou
Não basta que me prostre
Para que me mostre
Coloro as cinzas
E embalo no silêncio das coisas
Quando a saudade não me encanta
O tempo já não me preocupa
Agora, só agora
Quero viver atemporal

Eduardo Quive

 

 

COMPARTILHAR
Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!



COMENTÁRIOS